Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ

Instituto de Ciências da Educação

Buscar somente nesse site.

Ultima atualização em 17 de Agosto de 2020 às 15:50

RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA

O Programa de Residência Pedagógica, coordenado pela profa. Dra. Angélica Araújo, integra a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica a partir da segunda metade de seu curso. 

Objetivos do Programa

1) incentivar a formação de docentes em nível superior para a educação básica, conduzindo o licenciando a exercitar de forma ativa a relação entre teoria e prática profissional docente; 2) promover a adequação dos currículos e propostas pedagógicas dos cursos de licenciatura às orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC); 3) fortalecer e ampliar a relação entre as Instituições de Ensino Superior (IES) e as escolas públicas de educação básica para a formação inicial de professores da educação básica; e 4) fortalecer o papel das redes de ensino na formação de futuros professores.

Dessa forma, o Programa Residência Pedagógica da CAPES promove uma aproximação entre a universidade, a escola de educação básica e as secretarias de educação. Essa aproximação ocorre por meio das relações que se estabelecem entre o docente-orientador,  preceptores, discentes-residentes e alunos da educação básica se estendendo não somente às Pró-Reitorias de Graduação das Instituições de Ensino Superior como também às Secretarias de Educação das Redes de Ensino Municipais e Estaduais.

Definições

1) residente: discente com matrícula ativa em curso de licenciatura que tenha cursado o mínimo de 50% do curso ou que esteja cursando a partir do 5º período;

2) preceptor: professor da escola de educação básica responsável por planejar, acompanhar e orientar os residentes nas atividades desenvolvidas na escola-campo;

3) docente orientador: docente da Instituição de Ensino Superior (IES) responsável por planejar e orientar as atividades dos residentes de seu núcleo de residência pedagógica estabelecendo a relação entre teoria e prática;

4) coordenador institucional: docente da IES responsável pela organização, acompanhamento e execução do projeto institucional de Residência Pedagógica;

5) projeto institucional: projeto apresentado por uma IES, composto por subprojetos e seus respectivos núcleos, para desenvolvimento de atividades de residência nas escolas-campo;

6) escola-campo: escola pública de educação básica habilitada pela Secretaria de Educação ou órgão equivalente e selecionada pela IES para participar do projeto institucional de residência pedagógica;

7) núcleo de residência pedagógica: grupo formado por 1 docente orientador, 3 preceptores, 24 residentes bolsistas e até 6 residentes voluntários;

8) subprojeto: núcleo ou conjunto de núcleos organizados por áreas de residência pedagógica, classificadas como prioritárias e gerais.

Os projetos institucionais de residência pedagógica têm vigência de 18 meses com carga horária total de 414 horas de atividades, organizadas em 3 módulos de seis meses com carga horária de 138 horas cada módulo. Os residentes deverão participar, preferencialmente, dos três módulos do projeto, os quais deverão ser desenvolvidos em níveis crescentes de complexidade.

Os módulos de 138 horas que compõem o projeto de residência pedagógica deverão contemplar as seguintes atividades: a) 86 horas de preparação da equipe, estudo sobre os conteúdos da área e sobre metodologias de ensino, familiarização com a atividade docente por meio da ambientação na escola e da observação semi-estruturada em sala de aula, elaboração de relatório do residente juntamente com o preceptor e o docente orientador, avaliação da experiência, entre outras atividades; b) 12 horas de elaboração de planos de aula; e c) 40 horas de regência com acompanhamento do preceptor. A carga horária total do projeto institucional deverá ser distribuída ao longo dos meses de vigência do projeto, de maneira que os participantes se comprometam com uma dedicação mensal mínima de 23 horas para melhor aproveitamento das atividades de residência pedagógica.

Subprojetos da Residência Pedagógica

Na edição 2020 do Programa Residência pedagógica serão implantados três núcleos, língua portuguesa (área prioritária), um núcleo interdisciplinar de matemática e física (área prioritária) e o núcleo de pedagogia (área geral), que irá trabalhar com a educação de jovens e adultos. A seguir, apresentamos uma síntese dos subprojetos que serão desenvolvidos.

Língua Portuguesa:

O subprojeto de Residência Pedagógica em Língua Portuguesa tem como objetivo geral promover a formação inicial do licenciando em Letras/Português na interação com a prática docente dos professores da escola de Educação Básica. Para valorização do trabalho coletivo, planejamento e organização das atividades previstas, serão realizadas as seguintes estratégias: encontros quinzenais de formação, planejamento e avaliação; Seminários de pesquisa e ensino; Realização de atividades de microensino e produção científica, didática e avaliativa; produção e publicação de artigos científicos, trabalhos em anais, resenhas e resumos, com reflexões acerca de experiências didático-pedagógicas vivenciadas pelos residentes e preceptores; produção de materiais didático-pedagógicos: planos de ensino, relatórios de campo, diários de bordo, vídeos, documentários e outros materiais didáticos (manuais, apostilas e cadernos), a partir do levantamento das necessidades das escolas-campo e produção de instrumentos avaliativos de ensino-aprendizagem de língua portuguesa.

Matemática e Física:

Este subprojeto apresenta esforços de contribuição para a formação de docentes da educação básica e de licenciandos, nas áreas de Matemática e de Física. Espera-se que, a partir das ações desenvolvidas por esse Núcleo, forme-se uma rede de aprendizado coletivo fundado no diálogo entre teoria e prática, dentro das competências e habilidades trazidas pela BNCC; estamos em um momento ímpar, de implementação da BNCC. As tarefas comuns, realizadas por todos os participantes, consistirão em reuniões de planejamento e de avaliação periódicas, formação de grupos para elaboração de materiais didáticos, formação de grupos de investigação, criação e manutenção de site. Todas as ações buscam a integração entre as necessidades formativas e as necessidades da realidade escolar. A participação nas atividades escolares, aliada à reflexão, discussão, investigação sobre essas atividades certamente trará uma maior desenvoltura para o licenciando, o que resulta em uma maior autonomia para o trabalho docente. A articulação das atividades previstas permitirá a formação de um grupo de trabalho colaborativo junto ao corpo docente das escolas nos níveis da Educação Básica, envolvidas na proposta.

Pedagogia:

O subprojeto do curso de Licenciatura em Pedagogia do Programa Residência Pedagógica tem entre seus objetivos específicos Favorecer a inserção dos estudantes-residentes no cotidiano escolar rede pública de educação, na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), proporcionando-lhes oportunidades de criação e de participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem; Mobilizar professores da EJA como co-formadores dos futuros pedagogos, de modo a torná-los protagonistas nos processos de formação inicial, aprimorando a qualidade desta formação, por meio da articulação entre teoria e prática; Ampliar as competências dos residentes e preceptores para a elaboração de relatórios e pareceres técnico-pedagógicos, bem como a habilidade de diagnosticar demandas educacionais e propor soluções inovadoras para a área; Desenvolver e aprimorar técnicas, metodologias e instrumentos de ensino e avaliação da aprendizagem de jovens e adultos, em consonância com as competências relativas à educação básica estabelecidas na BNCC.

CONTATO:

E-mail: residencia.pedagogica@ufopa.edu.br

 

O programa está com inscrição aberta para residentes e preceptores remunerados até dia 31 de agosto de 2020. 

Confira os editais, clicando aqui!