Você está aqui: Página Inicial Informes Homenagem da Proges aos estudantes da Ufopa

Homenagem da Proges aos estudantes da Ufopa

O Dia do Estudante no Brasil foi instituído há 90 anos, no dia 11 de agosto de 1927. Embora seja uma data comemorada mais no âmbito da educação básica, sua origem tem estreito vinculo com a criação dos primeiros cursos superiores no Brasil, ocorrida no ano de 1827: as faculdades de Direito de Olinda, em Pernambuco, e de São Paulo. Para comemorar o centenário da criação dos referidos cursos, em 1927 o jurista Celso Gand Ley teve a ideia de homenagear todos os estudantes, porque naquela data foi inaugurado no Brasil o ensino superior.

Esta vinculação com a educação básica é perfeitamente justificável quando se analisa que, da educação infantil ao ensino superior, passamos uma vida sendo estudantes. Mas nem sempre esse percurso de vida escolar tem um transcurso linear. Embora o acesso à educação seja um direito assegurado pelo artigo 26 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e, no Brasil, pela Constituição de 1988, em seus artigos 205, 206, 208 e 213, muitos são os desafios enfrentados pelos estudantes brasileiros para dar prosseguimento aos seus estudos.

E é por essa transposição dos desafios diários enfrentados pelos estudantes que o dia 11 de agosto é tão significativo. Vivemos uma época na qual o conhecimento avança a uma velocidade surpreendente. Quem quer acompanhar essa velocidade e ultrapassá-la precisa também avançar e ir além dos seus limites. É isso que torna o caminho do conhecimento tortuoso, sacrificante mas recompensador. Vencer os limites sociais, econômicos e políticos é tarefa constante, porque há um desafio ainda maior, vencer os limites interiores, conhecê-los, superá-los.

O sucesso na vida escolar vem de cada um, de seu esforço, objetivo e meta, porque as escolas, as universidades fornecem os instrumentos, os conteúdos, os recursos humanos, mas o modo de como processar esses subsídios depende de cada pessoa, como nos diz o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1946, Hermann Hesse: “Nada lhe posso dar que já não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além daquele que há em sua própria alma. Nada posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo”.

E é em função desse lado do esforço próprio de cada aluno, que parabenizamos todos os estudantes da Ufopa pelo Dia do Estudante, por reconhecermos que vocês são a razão do nosso trabalho, do esforço de toda uma equipe de profissionais que acredita em vocês e na sua capacidade de contribuir com seu conhecimento para seu próprio sucesso e de toda a sociedade. Até porque acreditamos que vocês são a "Semente do Amanhã", como nos diz este trecho da canção de Gonzaguinha:

“Para não ter medo que este tempo vai passar… Não se desespere não, nem pare de sonhar… Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs… Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar! Fé na vida, fé no homem, fé no que virá! Nós podemos tudo, nós podemos mais… Vamos lá fazer o que será…"

Equipe da Pró-Reitoria de Gestão Estudantil (Proges)

Santarém, PA, 10/8/2017