Você está aqui: Página Inicial Notícias 2017 Setembro Campus Juruti da Ufopa recebe R$ 1 milhão em investimentos da Alcoa

Campus Juruti da Ufopa recebe R$ 1 milhão em investimentos da Alcoa

Campus Juruti da Ufopa recebe R$ 1 milhão em investimentos da Alcoa

Foto: Albanira Coelho

A Alcoa, líder global da indústria de bauxita, alumina e alumínio, formalizou nesta terça-feira, 12 de setembro, a doação de R$ 1 milhão à Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) para equipamentos educacionais que serão utilizados no futuro campus em Juruti, onde a Alcoa mantém operações de mineração.

Os equipamentos serão destinados aos laboratórios dos cursos de Agronomia e Engenharia de Minas, duas áreas que necessitam de mais profissionais qualificados na região. O anúncio, que garantirá melhores oportunidades de preparo da mão de obra local, foi realizado na Reitoria da Ufopa, e também conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Juruti. A doação marca o início dos cursos de Agronomia e Engenharia de Minas, que começam a ser ofertados em novembro pela Ufopa naquele município.

A importância da parceria, para a reitora da Ufopa, Raimunda Monteiro, é um marco na história da Universidade. “Parece que estava tudo sincronizado, com tantas coisas positivas ocorrendo ao mesmo tempo, nos esforços para a concretizar esta doação. Tivemos, nesta segunda-feira, dia 11, a divulgação das portarias do Ministério da Educação que autorizam a implantação dos cursos no campus de Juruti e em outras cinco cidades. Começar um curso já autorizado representa um ganho muito significativo na história da Ufopa. Esperamos que esta parceria com a Alcoa siga firme para outros projetos, porque a empresa e a Ufopa irão permanecer por muito tempo na região. Parcerias com  mútuos benefícios para a sociedade”, enfatiza.

A pró-reitora de Ensino de Graduação, Aldenira Scalabrin, informou que as últimas definições já estão sendo tomadas para que ocorra, ainda neste mês de setembro, a divulgação do edital do processo seletivo e as aulas se iniciem em novembro deste ano, em Juruti e nos municípios de Monte Alegre, Alenquer, Itaituba, Oriximiná e Óbidos.

O campus da Ufopa em Juruti está em construção em terreno doado pela Prefeitura e também está em processo de doação, pela Alcoa, um terreno de 230 mil m² que será destinado a outras estruturas acadêmicas e administrativas, beneficiando todos os alunos da Universidade.

A doação anunciada nesta terça, 12, é resultado de um acordo de cooperação financeira entre Alcoa e Ufopa, em parceria com a Prefeitura Municipal de Juruti, e faz parte dos investimentos da empresa na Agenda Positiva. A Agenda inclui 54 ações voluntárias na cidade, das quais 49 já foram concluídas. As iniciativas abrangem obras nas áreas de educação, saúde, segurança, justiça, infraestrutura urbana e rural, assistência social e cultura.

Para Rogério Ribas, gerente de Assuntos Institucionais da Alcoa Juruti, esse é um dos mais significativos investimentos da Agenda Positiva no município de Juruti. “O potencial de beneficiar gerações de estudantes e formar profissionais capacitados, não somente para trabalhar em Juruti, mas para o mercado de forma geral, multiplica o valor social desse investimento e está totalmente alinhado com os Valores da Alcoa”, comenta. A Alcoa já possui uma excelente parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que já emitiu quase 8 mil certificações em diversos cursos de qualificação de nível técnico e profissionalizante em Juruti. “Nesta parceria com a Ufopa, a expectativa é ampliar esses benefícios agora para o ensino superior”, completa.

Durante a solenidade de entrega dos recursos à Ufopa, estiveram presentes o gerente de Assuntos Institucionais da Alcoa Juruti, Rogério Ribas; a consultora de Recursos Humanos da Alcoa, Célia Oliveira; a reitora da Ufopa, Raimunda Monteiro; a pró-reitora de Ensino de Graduação da Ufopa, Aldenira Scalabrin; a pró-reitora de Administração, Geany Martins; a diretora do Instituto de Biodversidade e Florestas (Ibef), Elaine Oliveira; o diretor do Instituto de Engenharia e Geociências (IEG), Roberval Pimentel Santos; o superintendente de Infraestrutura da Ufopa, Reynaldo Serrão; e o Procurador Institucional Educacional, Edson Almeida.

Sobre a Ufopa

A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) foi criada pela Lei nº 12.085, de 5 de novembro de 2009. É a primeira instituição federal de ensino superior com sede num dos pontos mais estratégicos da Amazônia, no município de Santarém, a terceira maior cidade paraense. A criação da Ufopa faz parte do programa de expansão das universidades federais, e é fruto de um acordo de cooperação técnica firmado entre o Ministério da Educação (MEC) e a Universidade Federal do Pará (UFPA), no qual se prevê a ampliação do ensino superior na região amazônica.

A Ufopa surgiu da incorporação do Campus de Santarém da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Unidade Descentralizada Tapajós da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), as quais mantinham atividades na região oeste paraense. A Ufopa assimilou também outras unidades da UFPA e da Ufra para a formação dos campi de Alenquer, Itaituba, Juruti, Monte Alegre, Óbidos e Oriximiná. Em Santarém, a Ufopa mantém suas atividades em três unidades: Rondon, localizada no bairro Caranazal (antigas instalações da UFPA); Tapajós, localizada no bairro Salé (antigas instalações da Ufra) e Amazônia, na Avenida Mendonça Furtado, bairro Fátima.

Sobre a Alcoa no Brasil

A Alcoa opera no Brasil em cinco das seis unidades de negócios da Alcoa Corporation: Bauxita, Alumina, Alumínio, Fundição e Energia. A estratégia de transformação da companhia busca ampliar seus negócios na cadeia de valor do alumínio e criar operações na área de commodities globalmente competitivas. A Alcoa emprega localmente cerca de 2.300 pessoas e possui três unidades produtivas, em Minas Gerais, Maranhão e Pará, além de escritórios em São Paulo, Belém e Distrito Federal. A companhia também é acionista da Mineração Rio do Norte (MRN) e de quatro usinas hidrelétricas: Machadinho, Barra Grande, Serra do Facão e Estreito. Foi escolhida pela oitava vez como uma das empresas-modelos pelo Guia Exame de Sustentabilidade. Também foi reconhecida pela 13ª vez como uma das Melhores Empresas para Trabalhar, de acordo com o Great Place to Work Institute; e uma das Melhores Empresas para Começar a Carreira, segundo o Guia Você S/A. Para mais informações, visite www.alcoa.com.br e siga @Alcoa no Twitter em twitter.com/AlcoaBrasil e no Facebook em facebook.com/AlcoaBrasil.

Comunicação/Ufopa e Alcoa/Juruti

12/9/2017