Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Campus Oriximiná

O Curso

25 de Junho de 2019 às 08:41


Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas

Curso Autorizado pela Portaria nº 974/SERES/MEC, de 8 de setembro de 2017 (folhas 4-5)
Coordenadora: Profa. Dávia M. Talgatti
Vice-coordenador: Prof. Gustavo Hallwass

Colegiado do curso:
I. Cauan Ferreira Araújo - Docente
II. Dávia Marciana Talgatti - Docente Presidente
III. Eldra Carvalho Da Silva - Docente
IV. Gustavo Hallwass - Docente
V. Samuel Campos Gomides - Docente
VI. Priscila Saikoski Miorando - Docente
VII. Leandro Nicolino da Silva – Técnico Titular
VIII. Dilcriane dos Santos Batista – Técnico Suplente
IX. Sandra Marques Silva como – Discente titular e
X. Diuliane Marinho Gonçalves – Discente suplente

Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso:
I. Cauan Ferreira Araújo
II. Dávia Marciana Talgatti
III. Eldra Carvalho Da Silva
IV. Gustavo Hallwass
V. Samuel Campos Gomides
VI. Priscila Saikoski Miorando

Logo

O logo do curso de Bacharelado em Ciências Biológicas da Ufopa do Campus de Oriximiná foi inspirado e adaptado ao Símbolo do Biólogo, que foi instituído pela Resolução CFBio N° 187, de 27 de maio de 2009.

O Símbolo traduz conceitos que envolvem o cotidiano do Biólogo/a e também a importância da vida para esta profissão. Na simbologia, o círculo representa a união e perfeição daquilo que começa e termina em si mesmo. A estrutura do DNA traz à tona um elemento sempre presente em todos os organismos vivos. A base de sua estrutura forma um espermatozoide, que fecundando o óvulo dá origem a uma nova vida. Fator de grande importância para qualquer ser vivo, sendo base dos estudos biológicos está a natureza, representada pelas folhas na base do círculo. A espiral, que se encontra na parte interna das folhas, é símbolo da evolução e do progresso e por fim, a faixa escrito o nome do Campus remete ao local da formação dos futuros Biólogos/as.

Docentes

PROFESSOR

TITULAÇÃO

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

REGIME DE TRABALHO

 Cauan Ferreira Araújo

Mestre

Assistente 1

D.E.

 Dávia Marciana Talgatti

Doutora

Adjunto 1

D.E.

 Domingos Luís Wanderley Picanco Diniz

Doutor

Associado 4

D.E.

 Eldra Carvalho da Silva

Doutora

Assistente 2

D.E.

 Gustavo Hallwass

Doutor

Adjunto 1

D.E.

 Priscila Saikoski Miorando

Doutora

Adjunto 1

D.E.

 Samuel Campos Gomides

Doutor

Adjunto 1

D.E.

 Siany da Silva Liberal

Doutora

Adjunto 2

D.E.

 

Objetivos Do Curso

Objetivo Geral:

Instrumentalizar estudantes para que sejam profissionais aptos a atuarem em todas as Áreas do curso de Ciências Biológicas, com ênfase em conservação e conhecimento da biodiversidade amazônica, visando o uso sustentável dos recursos naturais, bem como conscientizar, mobilizar e instrumentalizar pessoas e grupos para pensar e agir em consonância com um ambiente global.

Objetivos Específicos:

Contribuir para que indivíduos e grupos adquiram consciência e sensibilidade em relação ao ambiente como um todo e aos problemas a ele relacionados;
Propiciar conhecimento essencial sobre o meio ambiente e sua biodiversidade, tendo competências para identificar, caracterizar e dimensionar perturbações de causa natural ou antrópica, visando a gestão de problema e suas possíveis soluções;
Proporcionar condições para que os indivíduos e grupos sociais adquiram habilidades necessárias a sua participação na conservação do ambiente e no uso sustentável dos recursos;

Perfil Profissional Do Egresso

O perfil que o egresso do curso de Bacharelado em Ciências Biológicas do Campus Oriximiná da Universidade Federal do Oeste do Pará está fundamentado nas referências legais que orientam a proposta pedagógica do curso, como as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN’s) para os Cursos de Graduação em Ciências Biológicas (Parecer CNE/CES 1.301/2001; Resolução CNE/CES 07/2002).

Competências e Habilidades:

O egresso do curso de Ciências Biológicas deverá possuir uma formação básica, sólida e ampla, com adequada fundamentação teórica e prática que inclua o conhecimento da diversidade dos seres vivos, a sua organização em diferentes níveis, suas relações filogenéticas e evolutivas e as suas respectivas distribuições e relações com o ambiente em que vivem. Esta formação deve proporcionar o entendimento do processo histórico de construção do conhecimento na área biológica, quanto aos conceitos, princípios e teorias.
O biólogo é um formador de opinião frente à realidade brasileira, sendo capaz de interferir socialmente, calcado em uma conduta ética e moral e participando do progresso social.

O perfil profissional do biólogo a partir das considerações aqui feitas, em síntese, caracteriza-se por atuar na elaboração de estudos, projetos ou pesquisas científicas, básicas ou aplicadas empregando seu conhecimento, capacidade e experiência como instrumentos permanentes na defesa do bem comum e na garantia da manutenção da qualidade dos processos vitais.

Deve ter como compromisso permanente a geração, aplicação, transferência e divulgação dos conhecimentos sobre as Ciências Biológicas, podendo assessorar a elaboração de relatórios técnico-científicos e atuar na área da saúde ambiental e institutos que envolvam estudos de natureza biológica, além de assessorias também nas áreas de turismo ecológico, paisagismo e educação ambiental. Essas atribuições estão regulamentadas pela Lei no 6.684/79 e o Decreto no 88.438/83 que dispõe sobre o exercício da profissão.
Além disso, o profissional formado no curso deverá:

a) Ter formação generalista, dotado de um largo espectro de competências genéricas em disciplinas variadas;
b) Ser sujeito da sua própria aprendizagem, atuando de maneira crítica e criativa;
c) Ter uma adequada fundamentação teórico-prática que inclua a instrumentação para o ensino e pesquisa, um conhecimento profundo da diversidade biológica quanto à sua organização e funcionamento em diversos níveis, às relações filogenéticas, aos padrões de distribuição e às relações com o ambiente, em uma perspectiva histórica e evolutiva. Esta formação deve ser embasada no entendimento epistemológico para a construção do conhecimento técnico científico e pedagógico;
d) Ser comprometido com os resultados de sua atuação pautando a sua conduta profissional por critérios humanísticos e de rigor científico, bem como por referenciais éticos e legais;
e) Ter consciência da realidade em que vai atuar e da necessidade de se tornar agente transformador dessa realidade, compreendendo a sua responsabilidade para com o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida;
f) Ser consciente de sua responsabilidade como educador nos vários contextos de atuação profissional;
g) Ser capaz de trabalhar em equipes multidisciplinares, com visão sistêmica;
h) Ser consciente da necessidade de investir de forma sistemática e autônoma na sua formação continuada;
i) Estar preparado para desenvolver ideias inovadoras e ações estratégicas, capazes de ampliar e aperfeiçoar sua área de atuação.
O egresso capacitado para exercer a atividade profissional deve ter uma sólida base comum científico-tecnológico-humanística, associada aos campos de saber da biologia, seguida de aprofundamento de conhecimentos específicos nas habilitações oferecidas pelo curso.

Ainda, o profissional formado deve ser capaz de executar um trabalho educativo focalizado em situações-problema significativas, adequadas ao nível e às possibilidades do público-alvo, analisando-as a partir de abordagens teóricas que buscam a interação dos diversos campos do saber, na perspectiva de superá-las. Ser apto a entender o processo de construção do conhecimento bem como do significado dos conteúdos das áreas do conhecimento da biologia e de habilitação específica para a sociedade, enquanto atividades humanas, associadas a aspectos de ordem social, econômica, política e cultural. Estar fundado em bases científicas, nos conceitos e princípios das ciências da natureza e das ciências humanas, presentes nas tecnologias e que fundamentam suas opções éticas e seu campo de atuação.

Acima de tudo, o biólogo deverá buscar a interação transdisciplinar a partir de metodologias, estratégias e materiais de apoio inovadores, para estruturar os saberes da área de domínio da biologia. Estar em capacidade de compreender, de forma reflexiva e crítica, o mundo do trabalho, seus objetos e sistemas tecnológicos e as motivações e interferências das organizações sociais pelas quais e para as quais estes foram criados e existem.

Espera-se que o profissional formado possa associar todo conhecimento teórico as práticas mais adequadas a realidade regional e aplicá-las da melhor forma possível, tornando uma ferramenta de transformação da sociedade como um todo.

Matriz Curricular Do Curso De Bacharelado Em Ciências Biológicas

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

SEMESTRE

DISCIPLINA

C/H

1

Ecossistemas amazônicos

60

1

Sociedade, Natureza e Desenvolvimento

75

1

Aprendizagem, Ensino e Meio Ambiente

60

1

Estudos Integrativos da Amazônia

75

1

Metodologia Científica e delineamento amostral

75

1

Biogeofísica

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

405

2

Anatomia e morfologia vegetal

60

2

Microbiologia e Imunologia básica

75

2

Estudos etnoraciais e comunidades tradicionais amazônicas

75

2

Fundamentos de taxonomia e sistemática filogenética

60

2

Geoprocessamento Ambiental

60

2

Bioquímica e Biologia Celular

75

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

405

3

Climatologia e recursos hídricos

75

3

Educação Ambiental

75

3

Ecologia I (indivíduos e populações)

75

3

Zoologia dos Invertebrados Acelomados e Pseudocelomados

60

3

Genética

60

3

Estágio Supervisionado I

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

405

4

Geoevolução

60

4

Diversidade e morfologia de plantas sem sementes

75

4

Evolução

60

4

Zoologia dos Invertebrados Celomados

60

4

Histologia e Embriologia

75

4

Estágio Supervisionado II

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

390

5

Diversidade de plantas com sementes

75

5

Gestão de áreas protegidas

60

5

Limnologia

60

5

Biologia da conservação

60

5

Anatomia e Fisiologia comparada de vertebrados

75

5

Estágio Supervisionado III

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

390

6

Fisiologia vegetal

60

6

Bioestatística e Análise de dados

75

6

Ecologia II (comunidades e ecossistemas)

75

6

Zoologia dos Protocordados e Vertebrados não Amniotas

60

6

Estágio Supervisionado IV

60

6

Optativa I

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

390

7

Ecologia Humana, Etnoecologia e bases de economia ecológica

60

7

Ecologia e manejo de recursos aquáticos Amazônicos

60

7

Bioprospecção

75

7

Zoologia dos Vertebrados Amniotas

60

7

TCC I

60

7

Optativa II

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

375

8

Estudos de Impactos e Monitoramento Ambiental

75

8

Legislação ambiental

60

8

Poluição e Toxicologia Ambiental

75

8

TCC II

60

8

Optativa III

60

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE

330

DISCIPLINAS OPTATIVAS

DISCIPLINA

C/H

 Origem e Evolução do Conhecimento

75

 Lógica, Linguagem e Comunicação

90

 Seminários Integradores e Interação com Base Real (IBR)

85

 Libras

60

 Português Instrumental

60

 Inglês Instrumental

60

 Redação Científica

75

 Edafologia e Ecologia dos Solos

60

 Botânica Econômica

60

 Etnobotânica

60

 Herpetologia amazônica: fundamentos teóricos e prática de campo

60

 Monitoramento e manejo da pesca

60

 Ecologia e Conservação de Quelônios

60

 Manejo de recursos naturais renováveis

60

Link para o site do Conselho Federal de Biologia:  http://www.cfbio.gov.br
Neste site são encontradas informações sobre a profissão de Biólogo, áreas de atuação regulamentadas pela Legislação Brasileiras, juramento do Biólogo, Honorários, entre outras informações .

Link para o site do Conselho Regional de Biologia- CRBio06, que atende os estados do PA, AC, AP, AM, RO, RR:  http://www.crbio06.gov.br/
Neste site podem ser encontradas as informações necessárias para o credenciamento e recebimento da Carteira de Biólogo, que permite atuar nesta profissão.