Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Exitus é publicada trimestralmente pela Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA, sendo que o lançamento de cada número ocorre respectivamente nos meses de Janeiro, Abril, Julho e Outubro de cada ano. Tem como metas incentivar o debate e propiciar a divulgação da produção científica, como veículo de diálogo permanente entre os profissionais da Educação. Assim, seu projeto editorial visa contribuir para a difusão do conhecimento na área da educação, por meio de temáticas regionais, nacionais e internacionais. Publica trabalhos originais, referentes à área da Educação sob diferentes campos da pesquisa como: Estudos em Formação Docente, Práticas Pedagógicas, Políticas e Gestão Educacional, dentre outras temáticas da Educação. São aceitos trabalhos em português, inglês e espanhol, na forma de conferências, artigos e resenhas.

Processo de Avaliação pelos Pares

* A Revista, inicialmente, analisa os originais submetidos quanto à adequação a linha editorial e diretrizes, após essa triagem submete os trabalhos ao Conselho Editorial ou ao corpo de pareceristas ad hoc (especialistas de reconhecido mérito científico ou acadêmico, de diferentes instituições nacionais e internacionais) que decidem em caráter sigiloso, de acordo com critérios previamente estabelecidos, sobre a conveniência da aceitação dos textos para publicação. Posterior à análise, será emitido um parecer e enviado ao autor com uma das seguintes possibilidades: a) aceitação na íntegra da matéria para publicação; b) revisão das partes assinaladas pelos pareceristas; c) recusa definitiva da matéria. Realizadas as devidas correções e/ou sugestões, o artigo será aceito para publicação se tiver dois pareceres favoráveis; e rejeitado quando dois pareceres forem desfavoráveis. No caso de um parecer favorável e de um desfavorável, será indicado a um terceiro parecerista da área, incluindo a própria Comissão Editorial. Uma lista completa dos pareceristas é publicada a cada edição.

* A Revista reserva-se o direito de recusar artigos que não atendam às suas linhas editoriais e modificações sugeridas pelo Conselho Editorial.

* Os artigos assinados serão de exclusiva responsabilidade dos autores e não expressam necessariamente a opinião da revista.

* O material aceito e não publicado imediatamente poderá ser publicado em números posteriores, ficando a critério dos editores a melhor inserção do material na revista. 

* O tempo estimado para avaliação e publicação dos artigos, resenhas e conferências é de aproximadamente 6 (seis) meses, esse tempo será influenciado de acordo com os resultados das avaliações, como por exemplo, quando o parecerista poderá em sua segunda avaliação assinalar partes para revisão que não foram atendidas pelo autor.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Periodicidade

A Revista Exitus é publicada no formato online, com Publicação Contínua, no formato PDF.

Revista Exitus

Revista Exitus ISSN 2237-9460 (online).

Ética de Publicação e Declaração de Responsabilidade e Negligência

A Revista Exitus (Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Oeste do Pará/UFOPA), ISSN 2237-9460 (online), indexada em: Edubase - Base Nacional de Periódicos em Educação (BD) FE/UNICAMP, Diadorin, BASE, Latindex, Sumários.org, Dialnet, DOAJ, Livre, Google Acadêmico e IRESIE, prima pelas práticas de respeito à conduta moral, de acordo com as normas de editoração cientifica de periódicos, previstas na Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC (http://www.abecbrasil.org.br/). E a ética internacional na publicação e declaração de negligência, recomendadas pela Elsevier (http://publicationethics.org/resources/guidelines).

Adota as normas do Conselho Nacional de Pesquisa – CNPq descritas no documento “Ética e Integridade na Prática Científica  - Relatório da Comissão de Integridade de Pesquisa do CNPq” (http://www.cnpq.br/documents/10157/a8927840-2b8f-43b9-8962-5a2ccfa74dda) e os princípios do Código de Conduta e Normas de Boas Práticas para Editores de Revistas do Comité sobre Ética na Publicação – COPE (http://publicationethics.org/resources/code-conduct).

 

1 Deveres dos Autores

Devem apresentar análise objetiva da importância do trabalho de pesquisa. Assegurar o texto como obra original e não submeter o mesmo texto para mais de uma revista.

- Normas: Artigos originais devem apresentar relato detalhado e preciso da pesquisa. Deve conter referências suficientes para permitir repetição da pesquisa. Revisões também devem ser precisas e objetivas. Qualquer declaração fraudulenta é considerada inaceitável. Fraudes ou declarações intencionalmente imprecisas constituem um comportamento antiético e são inaceitáveis.

- Acesso e retenção de dados: Os autores podem ser solicitados a disponibilizar dados da pesquisa, para a revisão editorial ou ao público, bem como, reter esses dados por um período de tempo após a publicação, conforme orientações do Conselho Editorial.

- Originalidade e plágio: Os autores devem garantir a originalidade do texto. Qualquer forma de plágio é inaceitável (Lei nº 9.610/98).

- Publicação múltipla: Um autor, em geral, não deve publicar o mesmo texto em diferentes revistas ou enviar o mesmo documento para mais de uma revista simultaneamente. Em alguns casos a publicação é aceitável, como por exemplo, traduções, desde que respeitadas às condições e regras de publicação.

- Aviso de fontes: Devem ser citadas as referências de outros autores utilizadas no trabalho. Em casos de informações obtidas em privado como entrevistas ou em serviços confidenciais é imprescindível a permissão explícita da fonte, por escrito.

- Autoria do papel: Todos aqueles que contribuíram de modo significativo para a construção da pesquisa e/ou do texto devem ser citados como coautores. Pessoas que participaram em determinados aspectos da pesquisa devem ser listadas como colaboradores. O autor deve assegurar a concordância desses na aprovação do texto final e submissão à publicação. Link disponível para formulário de autorização a ser encaminhado na submissão – Declaração de direito autoral: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/about/submissions#onlineSubmissions

- Riscos da pesquisa: Caso o trabalho envolva produtos químicos, procedimentos ou equipamentos que representam algum perigo devem ser identificados no texto. Uso de animais ou seres humanos implica em documento comprovando que todos os procedimentos se realizaram em conformidade com leis e diretrizes institucionais ou do comitê adequado em avaliar. Nesses casos, incluir termo de consentimento em pesquisas com seres humanos; respeitar o direito de privacidade.

- Divulgação e conflitos de interesse: Devem ser divulgadas todas as fontes de financiamento que o projeto tenha recebido. Conflitos de interesses incluem emprego, consultorias, posses de ações, honorários, pedidos de patente/inscrição, e subvenções ou de outros financiamentos, devem ser divulgados previamente.

- Erros em trabalhos publicados: Ao identificar erro significativo ou imprecisão no seu trabalho publicado, o autor deve notificar imediatamente o editor da revista e cooperar para retratar ou corrigir o texto. Ainda que a identificação do erro venha de terceiros, é obrigação do autor corrigir ou fornecer provas ao editor acerca da precisão da pesquisa.

 

2 Deveres dos Parecerista:

O documento deve ser tratado como confidencial. O parecer deve ser objetivo, claro e construtivo. Não deve aceitar textos que tenha conflitos ou afinidade, colaboração ou outro tipo de ligação com um dos autores, empresas ou instituições relacionadas ao artigo.

- Contribuição para as decisões editoriais: A revisão por pares ajuda o editor nas decisões editoriais, é essencial para o método científico. De modo que, todos os colaboradores podem contribuir na revisão dos artigos submetidos.

- Presteza: Qualquer revisor que ao receber um trabalho, deve comunicar ao editor a pronta revisão ou a impossibilidade em analisar o material.

- Confidencialidade: Qualquer trabalho deve ser revisado sob sigilo.

- Padrões de objetividade: Os comentários devem ser objetivos e com argumentos de apoio.

- Aviso de fontes: Os revisores devem indicar quando uma obra publicada não foi citada pelo autor. O revisor também deve comunicar ao editor quando identificar mais de uma obra com qualquer semelhança substancial ou sobreposição de textos.

- Divulgação e conflito de interesse: Os artigos inéditos a serem publicados precisam de autorização expressa do autor. Informações privilegiadas obtidas na avaliação interpares devem ser mantidas confidenciais e não podem ser usadas para vantagem pessoal.


3 Deveres do Editor:

A avaliação deve ocorrer exclusivamente com base no seu mérito acadêmico. O editor não deve usar informações da pesquisa sem consentimento do autor. Precisa responder quando reclamações éticas forem apresentadas sobre determinado texto.

- Decisões de publicação: O editor é responsável por decidir quais artigos submetidos serão publicados. Deve ser conduzido pela validação da pesquisa, e relevância do trabalho para pesquisadores e leitores. O editor é guiado pelas políticas decididas pelo Comitê Editorial e Conselho Editorial. Essas políticas devem obedecer às exigências legais em vigor sobre difamação, violação de direitos autorais e plágio.

- Imparcialidade: O trabalho deve ser avaliado pelo seu conteúdo acadêmico sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, nacionalidade, ou a filosofia política dos autores.

- Confidencialidade: O editor e equipe editorial não devem divulgar informações sobre qualquer trabalho submetido à publicação, exceto para revisores.

- Divulgação e conflitos de interesse: O editor não deve utilizar materiais inéditos divulgados em um documento submetido em pesquisas próprias sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O editor deve recusar avaliar os documentos em que tenha conflitos de interesse por questões competitivas, colaborativas ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou (possivelmente) instituições ligadas aos manuscritos. Qualquer conflito de interesse deverá ser tratado com seriedade e em consonância com Conselho Editorial.

- Envolvimento e cooperação em investigações: Cada ato de comportamento antiético de publicação deve ser analisado, investigado e retratado pelo editor, mesmo após anos da data de publicação.


4 Procedimentos para lidar com comportamento antiético

Identificação do comportamento antiético:

- A conduta incorreta e o comportamento antiético podem ser identificados e levados à atenção do editor a qualquer momento, por qualquer pessoa.

- A má conduta e o comportamento antiético podem incluir, mas não precisam ser limitados aos exemplos descritos acima.

- Quem informar o editor de tal conduta deve fornecer informações e provas suficientes para que uma investigação seja iniciada. Todas as alegações devem ser levadas a sério e tratadas da mesma forma, até que uma decisão ou conclusão bem-sucedida seja alcançada.

 

Investigação:

- Uma decisão inicial deve ser tomada pelo editor, que deve consultar ou procurar o conselho editorial, se apropriado.

- As evidências devem ser reunidas, evitando divulgar alegações além daqueles que precisam saber.

 

Violações menores:

- A má conduta menor pode ser tratada sem a necessidade de consultar mais amplamente. Em qualquer caso, o autor deve ter a oportunidade de responder a quaisquer alegações.


Violações graves:

- A má conduta grave pode exigir que os empregadores do acusado sejam notificados. O editor, em consulta com o conselho editorial, conforme apropriado, deve tomar a decisão de envolver ou não os empregadores, examinando os próprios elementos de prova disponíveis ou consultando mais um número limitado de especialistas.

 

Os resultados (em ordem crescente de gravidade, podem ser aplicados separadamente ou em conjunto)

- Informar o autor onde parece haver um mal entendido ou uma aplicação incorreta de padrões aceitáveis.

- Uma carta para o autor aclarando a má conduta e como um aviso para o comportamento futuro.

- Publicação de um aviso formal detalhando a falta de conduta.

- Publicação de uma editorial detalhando a falta de conduta.

- Uma carta formal para o chefe do departamento de autores ou revisores ou agência de financiamento.

- Retirada formal de uma publicação da revista, em conjunto com a informação do chefe do autor, dos serviços de Indexação e dos leitores da publicação.

- Imposição de um embargo formal às contribuições de um indivíduo por um período definido.

- Relatando o caso e o resultado para uma organização profissional ou autoridade superior para mais investigação e ação.

 

 

* Esta declaração se baseia nas recomendações da Elsevier e no Best Practice Guidelines for Journal Editors do Committee on Publication Ethics - COPE.

Indexadores

Bases de Dados

EDUBASE – Base Nacional de Periódicos em Educação (BD) FE/UNICAMP

BASE – Bielefeld Academic Search Engine

DIALNET – Fundación Dialnet

IRESIE – Base de datos sobre Educación IISUE, UNAM

SEER – Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

SUMÁRIOS – Base Indexadora de Periódicos Científicos Brasileiros

LIVRE – Revistas de livre acesso

Educ@ - Metodologia Scielo

Diretórios

DIADORIM – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras

DOAJ – Directory of open access journals

Google Scholar – Diretório Acadêmico do Google

LATINDEX – Sistema Regional de Información para las Revistas Científicas de América Latina