Lei 10.639/2003 questões raciais e identitárias: uma irrevogável ação política, um diálogo necessário na educação básica

Autores

  • Reginaldo Ferreira Domingos

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2019v9n5ID1099

Resumo

A propositura apresentada é parte de uma pesquisa em andamento no âmbito da Universidade Federal do Cariri - UFCA. A proposta de estudo aqui apresentada objetiva analisar o processo de implementação e a abordagem da Lei 10.639/2003 nas escolas públicas municipais da cidade de Brejo Santo, município caririense do interior do Ceará. Tendo como problemática: Analisar os estudos e as práticas abordadas nas escolas de ensino infantil e fundamental acerca da inserção da Lei 10.639/2003, investigar como essa questão vem sendo tratada na ação docente e a, consequente, receptividade por parte do corpo discente. No primeiro momento da ação metodológica foram realizados estudos teóricos e visitas em campo, este último visando observar o ambiente da pesquisa na busca de compreender a logística da organização espacial e as disposições imagéticas e decorativas das escolas. Neste segundo momento, a pesquisa encontra-se em fase de investigação de coleta de dados com a utilização de ferramentas como entrevistas e aplicação de questionários no intuito de entender as ações adotadas pelos professores/as nas escolas.

 

Palavras-chave: História. Educação Básica. Lei 10.639/2003.

Downloads

Publicado

2019-12-11

Como Citar

Ferreira Domingos, R. (2019). Lei 10.639/2003 questões raciais e identitárias: uma irrevogável ação política, um diálogo necessário na educação básica. Revista Exitus, 9(5), 22-46. https://doi.org/10.24065/2237-9460.2019v9n5ID1099

Edição

Seção

Artigos