“Eu me senti assim, no meio dos professores de geografia e de português, eu ali pequenininha no meio dos dois, doida para aprender junto”: reflexões sobre o desenvolvimento profissional na construção de oficinas de Matemática no contexto da Educação Integral

Autores

  • Luan Martins de Oliveira
  • Edmilson Minoru Torisu
  • Claudia Starling Bosco

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2019v9n5ID1115

Resumo

Este artigo tem como objetivo desvelar indícios de desenvolvimento profissional de uma professora de Matemática, ao longo do processo de elaboração e implementação de oficinas de Matemática voltadas à Educação Integral, em parceira com o pesquisador, a partir das reflexões realizadas pela professora. A pesquisa empírica foi realizada no primeiro semestre de 2017, em uma escola pública do interior de Minas Gerais, Brasil. Os dados foram coletados por meio de observações, anotações em diário de campo e entrevistas com a professora. Os resultados da análise dos dados mostraram possibilidades de mudanças, evidenciadas por: um aumento de seu comprometimento; mudanças nas formas de agir e pensar, sobretudo, naquilo que se refere ao trabalho em parceria, ao papel dos alunos na sala de aula e, muito importante, ao conceito de oficina na Educação Integral; aumento de sua autonomia e de sua confiança para novas propostas.

 

Palavras-chave: Educação Integral. Desenvolvimento Profissional do professor de Matemática. Oficinas.

Downloads

Publicado

2019-12-11

Como Citar

Oliveira, L. M. de, Torisu, E. M., & Bosco, C. S. (2019). “Eu me senti assim, no meio dos professores de geografia e de português, eu ali pequenininha no meio dos dois, doida para aprender junto”: reflexões sobre o desenvolvimento profissional na construção de oficinas de Matemática no contexto da Educação Integral. Revista Exitus, 9(5), 475-502. https://doi.org/10.24065/2237-9460.2019v9n5ID1115

Edição

Seção

Artigos