Avaliação na educação infantil: desafios e perspectivas

Autores

  • Josélia Gomes Neves
  • Ana Paula Salgado Beleza de Oliveira
  • Gisele Caroline Nascimento dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2017v7n3ID360

Resumo

O presente estudo apresenta reflexões sobre a avaliação da aprendizagem na última fase da Educação Infantil, a pré-escolar II. Foi desenvolvido a partir das concepções de avaliação descritas em documentos oficiais além de abordagem teórica fundamenta nas contribuições de pesquisadores que se dedicam à temática, tais como Hoffmann (1993; 1994; 2012), Bassedas, Huguet e Solé (1999), Fernandes (2007), Micarelli (2010), Rosemberg (2012) dentre outros. Foi possível observar a importância da avaliação mediadora para essa primeira etapa da Educação Básica, compreendendo-a como recurso para que os docentes tenham uma visão ampla dos processos de desenvolvimento e de aprendizagem da criança como suporte para realizar suas propostas de atividades e verificar como seus alunos as realizam. O estudo destaca que na educação infantill os docentes podem registrar momentos diários para aperfeiçoar e até mesmo criar novas situações de aprendizagens, além da construção de um relatório das atividades propostas que servirá para acompanhamento do desenvolvimento individual do aluno tanto para apresentar aos familiares quanto para os próprios professores e para as trasições. 

 

Palavras-chave: Avaliação. Educação Infantil. Desenvolvimento infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2017-09-14

Como Citar

NEVES, J. G.; OLIVEIRA, A. P. S. B. de; SANTOS, G. C. N. dos. Avaliação na educação infantil: desafios e perspectivas. Revista Exitus, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 374-400, 2017. DOI: 10.24065/2237-9460.2017v7n3ID360. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/360. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos