(RE) Conhecendo os sujeitos da EJA: docentes-educadores e educandos em formação política e pedagógica resistentes na luta por uma vida justa

Autores

  • Debora dos Reis Cordeiro Arruda
  • Talita de Jesus da Silva Martins

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2018v8n3ID654

Resumo

Indaga Miguel Arroyo (2017): quais os rumos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) se continuarmos a pensar os seus sujeitos fora do circuito pedagógico dessa modalidade/nível educativa?  Quem são, afinal, esses sujeitos que se deslocam pelas cidades e campos, num trajeto trabalho-estudo diariamente? O que perseguem, pretendem e como se veem nesse processo? O que trazem na bagagem? Quais suas identidades coletivas de classe, gênero, sexo? E, principalmente, qual tomada de ação será desprendida face a essas respostas que virão quando, enfim, forem ouvidas?

Diversos questionamentos surgem como norteadores dos textos arrolados em “Passageiros da noite: do trabalho para a EJA – itinerários pelo direito a uma vida justa”, de 294 p.; tais questões são os norteamentos para a construção do pensamento do autor que, mediante metodologia de estudo baseada na dialética histórico-crítica, perfaz um caminho preciso de pôr em suspenso à educação sistêmica para os que estão à margem do sistema. Objetiva, destarte, captar a soma das experiências dos sujeitos envolvidos na EJA, possibilitando delimitar os conhecimentos próprios da identidade coletiva desses que sugerem uma pedagogia radical, a saber, a que milita na fronteira da humanização-desumanização. Para tanto, Arroyo agrupa dez temas geradores possíveis de serem tratados nesse processo, que surgem, indubitavelmente, de questionamentos pertinentes à realidade dos educandos e educadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2018-09-01

Como Citar

ARRUDA, D. dos R. C.; MARTINS, T. de J. da S. (RE) Conhecendo os sujeitos da EJA: docentes-educadores e educandos em formação política e pedagógica resistentes na luta por uma vida justa. Revista Exitus, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 481-486, 2018. DOI: 10.24065/2237-9460.2018v8n3ID654. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/654. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Resenha