O professor leigo que ensinava matemática no sul do Mato Grosso (década de 60 do século XX): história da sua formação

Autores

  • Alessandra Cristina Furtado Universidade Federal da Grande Dourados
  • Edvonete Souza de Alencar Universidade Federal da Grande Dourados
  • Rômulo Pinheiro de Amorim Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2019v9n2ID856

Resumo

Este artigo analisa a história da formação dos professores que ensinavam Matemática, de 1ª a 4ª séries, em escolas situadas no meio rural no Sul de Mato Grosso, no município de Dourados, na década de 1960. Para tanto, focalizamos a formação de uma professora leiga que fez o Curso de Regentes, no Centro de Treinamento do Magistério de Cuiabá, no ano de 1969. O trabalho foi realizado por meio de pesquisa documental, tomando dois Cadernos, ligados ao ensino da Matemática da professora investigada, bem como, de outros documentos. Além disso, foi necessário recorrer aos referenciais da história, história da educação, história da educação matemática. Os resultados apontaram que a formação de professores, recebida nesse Centro de Treinamento do Magistério de Cuiabá, era dada no passo a passo, no sentido do como fazer, sendo um curso de rápida formação docente. Contudo, a formação dada no ensino da Matemática era influenciada pelo Movimento da Matemática Moderna. Conclui-se assim, que esse movimento influenciou a história da formação dos professores primários leigos que ensinavam Matemática, que frequentaram os cursos oferecidos pelo Centro de Treinamento do Magistério de Cuiabá.

 

Palavras-chave: Formação de Professores Leigos. Ensino de Matemática. Movimento da Matemática Moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2019-04-01

Como Citar

FURTADO, A. C.; ALENCAR, E. S. de; AMORIM, R. P. de. O professor leigo que ensinava matemática no sul do Mato Grosso (década de 60 do século XX): história da sua formação. Revista Exitus, [S. l.], v. 9, n. 2, p. 105-130, 2019. DOI: 10.24065/2237-9460.2019v9n2ID856. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/856. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê