Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ultima atualização em 24 de Novembro de 2021 às 14:07

1º Festival de Cinema Tarrafa destaca Amazônia brasileira e articulação do audiovisual em rede


Incentivar o desenvolvimento do audiovisual no Pará e fomentar um espaço propício à circulação de obras e comunicação entre pares que atuam de forma independente são os objetivos do I Festival de Cinema Tarrafa: Audiovisual Amazônico em Rede, promovido pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). O evento ocorre de 7 a 9 de dezembro de 2021, com transmissão pelo canal do Estúdio Encontro das Águas no YouTube.

A edição vai premiar 10 produções audiovisuais, escolhidas dentre 48 obras concorrentes, nas categorias: melhor curta-metragem ficção, melhor curta-metragem documentário, melhor longa-metragem documentário e melhor videoclipe. Assista às obras vencedoras no site do Festival.

O evento também terá uma programação com debates e mostra não competitiva de cinema com profissionais de referência no cenário regional e nacional. As inscrições para participantes são gratuitas pelo formulário on-line, disponível aqui.

Programação — No dia 7, às 9h, será debatido o tema “Pequenas produtoras e produção independente na Amazônia”, que terá como convidados Flávia Abtibol (produtora executiva, roteirista e diretora de documentários e ficções amazônicas) e Fernando Segtowick (jornalista, roteirista e diretor do longa-metragem “Reflexo do Lago”), com mediação de Pedro Alcântara (antropólogo, documentarista e produtor cultural). À tarde haverá debate sobre cinema e ativismo indígena, ecologia e sustentabilidade, cinema negro e periferias, protagonismo amazônico no cinema e exibições dos filmes selecionados.

No segundo dia, às 16h30, ocorrerá a mostra não competitiva “Cinema de Beiras” atividade coordenada pela produtora Lia Malcher (Formiga de Fogo) e que propõe fomentar a cultura visual e diversidade criativa da região do Baixo Tapajós, abordando o contexto de desafios e resistências da população que habita as “beiras”. Para participar da mostra, as inscrições podem ser realizadas até dia 26, pelo formulário on-line.

Encerrando a programação, o Festival reúne Junia Torres (Festival de Cinema Fórum Doc) e Raphael Ribeiro (CineAlter), com mediação da jornalista Val Araújo, para discutir “Trocas de experiências e caminhos possíveis para o desenvolvimento do documentário brasileiro”.

O último dia também terá uma homenagem ao santareno Raul Franklin Loureiro, idealizador e fundador das primeiras salas de cinema em Santarém, Oeste paraense, na década de 1924. O cineasta Emano Loureiro vai narrar essa trajetória e receberá a homenagem representando o pai, que faleceu em 2019.

O Festival de Cinema Tarrafa: Audiovisual Amazônico em Rede é uma política de apoio e democratização da produção cinematográfica brasileira, divulgando filmes que circulam em espaços não comerciais. O evento faz parte de ação estratégica do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual no Baixo Amazonas, idealizado e coordenado pela Ufopa, sob a gestão da Diretoria de Cultura e Comunidade (DCC) e do Núcleo de Produção Digital do Tapajós (NPD Tapajós), no âmbito da Pró-Reitoria da Cultura, Comunidade e Extensão (Procce). O festival tem o patrocínio da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal e conta com apoio da Fundação de Integração Amazônica (FIAM).

Veja a programação completa no site do evento.

Comunicação/Ufopa, com informações da Procce

24/11/2021

Festival será de 7 a 9 de dezembro de 2021.

Notícia em destaque