Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Bolsa Permanência do MEC: reunião sobre novas inscrições de indígenas e quilombolas será 11 de julho


10 de Julho de 2019 às 12:02

A Pró-Reitoria de Gestão Estudantil (Proges) da Ufopa, por meio da Diretoria de Políticas Estudantis e Ações Afirmativas e da Diretoria de Acompanhamento Estudantil, realiza nesta quinta-feira, 11 de julho de 2019, no Campus Santarém, reunião com estudantes indígenas e quilombolas sobre os procedimentos de inscrição no Programa Bolsa Permanência do MEC (PBP/MEC). Destinado aos alunos que ainda não estão inseridos no programa, o encontro será realizado a partir das 15 horas, no auditório Wilson Fonseca, Unidade Rondon.

Para auxiliar no processo de inscrição dos estudantes indígenas e quilombolas vinculados aos cursos de graduação ofertados nos demais campi, a Proges encaminhará ao coordenador acadêmico de cada campus materiais com todas as informações necessárias ao processo de inscrição no PBP/MEC.

Portaria do MEC - O Ministério da Educação (MEC) lançou, no dia 2 de julho de 2019, a Portaria nº 1.240/2019/MEC, que dispõe sobre a abertura de novas inscrições no Programa de Bolsa Permanência (PBP/MEC) no ano de 2019, para estudantes indígenas e quilombolas matriculados em cursos de graduação presencial ofertados por instituições federais de ensino superior (Ifes).

Segundo o MEC, o PBP/MEC em 2019 vai oferecer 4 mil bolsas de estudos, no valor de R$ 900 cada, a indígenas e a quilombolas matriculados em cursos de graduação presenciais em instituições federais. Os estudantes podem se inscrever no programa até 30 de agosto de 2019, diretamente no Sistema de Gestão da Bolsa Permanência (SISBP).

Para participar, o estudante deve preencher cadastro com informações sobre o seu perfil socioeconômico e acadêmico e anexar a documentação exigida. Após análise da documentação comprobatória de elegibilidade do estudante ao programa, as instituições federais de ensino superior deverão aprovar as inscrições dos candidatos a bolsas até 30 de setembro de 2019. Caso o cadastro seja homologado pela instituição e selecionado pelo MEC, o estudante passará a contar com o benefício, cujo pagamento se iniciará a partir de autorização do MEC.

Mais informações no site da Proges.

Comunicação/Ufopa, com informações da Proges

10/7/2019, atualizado em 12/7/2019.

Alunos indígenas e quilombolas participaram da reunião realizada no dia 11. Foto: acervo Proges

Notícia em destaque