Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Doutoranda da Ufopa é finalista do Empreenda Santander 2019


12 de Setembro de 2019 às 17:31

Com o projeto Emotion4X, a doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento (PPGSND) da Ufopa, Carla Marina Paxiúba, foi uma das finalistas do prêmio Empreenda Santander 2019, na categoria Universitário Empreendedor. Concorrido, este ano o prêmio teve 3.400 inscritos na categoria. Durante seis meses, os inscritos passaram por duas etapas seleção. Na primeira, 50 projetos foram aprovados e, na segunda, foram apenas dez selecionados. O Emotion4X foi um deles.

No dia 10 de setembro, Carla esteve no teatro Santander, em São Paulo (SP), participando da cerimônia de premiação dos finalistas ao lado de seu orientador, professor Celson Lima, do diretor da Agência de Inovação Tecnológica (AIT) da Ufopa, professor José Roberto Branco Filho, e do professor Ney Oliveira, que integra a equipe do projeto.

O Emotion4X é uma ferramenta digital que pretende reconhecer as emoções dos alunos a partir das expressões faciais capturadas durante a aula, por meio de câmeras do celular ou notebook. A intenção é saber como o aluno reagiu durante a apresentação da aula e correlacionar essas emoções com o desempenho do estudante. “Queremos trazer o aluno para o centro do processo de aprendizagem, reconhecendo as emoções que eles estão sentindo durante as aulas, a partir das expressões faciais”, explica Carla. “Sabendo o que o aluno sentiu quando ele visualizou as aulas, o professor poderá ajustar sua metodologia, sua forma de apresentar, a partir da reação emocional dos alunos”, ressalta a doutoranda, que também é docente do Instituto de Engenharia e Geociências (IEG) da Ufopa. 

A Ufopa foi uma das poucas universidades do Norte do País a chegar à etapa final do Empreenda Santander 2019. O projeto de Carla ganhou seis meses de pré-aceleração da ACE Startups. “Recomendo que todos os alunos da Ufopa tentem participar, porque a gente aprende bastante, tem todas as despesas custeadas e consegue compartilhar experiências com universitários de diferentes locais”, enfatiza.

O Emotion4X é um projeto que já coleciona prêmios em competições de inovação. Em 2018, foi o primeiro colocado no Concurso Latino-Americano de Tecnologias Educacionais para Aprendizagem (EduTech 2019). Também conquistou o Selo de Inovação da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e foi selecionado pelo BNDES Garagem, programa de desenvolvimento de startups. Além disso, destaca o orientador de Carla, professor Celson Lima, foram nove artigos publicados em três anos de trabalho.

De acordo com Lima, o Emotion4X é exemplo de como transformar conhecimento científico em produtos e serviços para o País. “Além do aspecto inovador, o potencial uso do trabalho da Carla é muito abrangente: vai desde a educação, que é o alvo principal da tese de doutorado, até, por exemplo, a avaliação de consumidores de produtos artesanais cosméticos e gastronômicos. É uma linha de pesquisa que tem aplicação imediata em várias áreas, podendo ser mola propulsora de novos negócios”, avalia o docente.

O Emotion4X surgiu no âmbito do projeto Acácia, financiado pelo programa Eramus+ da União Europeia, que tem por objetivo melhorar a educação na América Latina. 

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/5d60c230582d836e569b9c5fa125e40b.JPG
Carla Marina Paxiúba, líder do projeto Emotion4X, e seu orientador, professor Celson Lima, durante cerimônia de premiação dos finalistas do Empreenda Santander 2019, em São Paulo. Foto: José Roberto Branco Filho.

 

Sobre o prêmio – O Empreenda Santander é uma evolução dos Prêmios Santander Universidades, que investiu R$ 11 milhões em mais de 160 projetos ao longo dos 11 anos de sua realização. Tem como objetivo incentivar ideias e negócios empreendedores, investindo nos vencedores com aporte financeiro, bolsas de estudos e mentoria por até seis meses. São elegíveis participantes de todo Brasil, independentemente do ramo de atuação. O programa de desenvolvimento abrange três categorias: Universitário Empreendedor, Startup e Universidade & Microempreendedor.

O vencedor da edição 2019 do prêmio na categoria Universitário Empreendedor foi o Aurem, projeto do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), destinado ao reconhecimento da linguagem brasileira de sinais (Libras).

Comunicação/Ufopa

12/9/2019

Da esquerda para direita: Prof. Celson Lima, orientador do projeto; Carla Paxiúba, doutoranda líder do Emotion4X; Prof. Ney Oliveira, membro da equipe; e Prof. José Roberto Branco, diretor da AIT/Ufopa.

Notícia em destaque