Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Inauguração do BTM: antigo sonho da comunidade acadêmica é realizado


3 de Maio de 2019 às 19:51

Depois de seis anos, Ufopa inaugura um novo prédio que vai abrigar salas de aula, laboratórios e setores administrativos

Uma solenidade repleta de emoção, homenagens e agradecimentos marcou a inauguração do Bloco Modular Tapajós (BMT), ocorrida na tarde desta sexta-feira, 3 de maio. A comunidade acadêmica fez uma pausa nas atividades para assistir à cerimônia de inauguração, cuja mesa solene reuniu, além do reitor da Ufopa, Hugo Alex Diniz, a vice-reitora, Aldenize Xavier; o superintendente de Infraestrutura, Vítor Viana; o diretor da MAZ, Elmiro Pereira; e o coordenador do Diretório Central dos Estudantes, Igor Santos.

“Um ano e oito dias, ou exatos trezentos e setenta e três dias após tomarmos posse como reitores da Universidade Federal do Oeste do Pará, cumprimos uma de nossas principais propostas de infraestrutura. A comunidade, que acreditou que seríamos capazes de 'priorizar investimentos em infraestrutura avançada e de qualidade' e ainda 'investir em obras que garantissem salubridade, ergonomia, acesso e conforto no exercício das atividades de ensino, pesquisa e extensão', recebe hoje, concluído, o prédio do BMT”, afirmou emocionada a vice-reitora Aldenize Xavier, que também preside o Comitê Gestor de Obras (CGO), criado para implantar “um modelo inovador de gestão de obras” que já está “inspirando outras universidades”.

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/8703b96cb6b0afb659931ecca6b4d023.jpg
Vice-reitora Aldenize Xavier fala durante a inauguração do BMT.

 

“A grande articulação de desocupação da Unidade Amazônia envolveu toda a comunidade acadêmica e todas as pró-reitorias. Com esta ação integrada estamos disponibilizando à comunidade um espaço amplo, moderno e alinhado aos mais rigorosos padrões de qualidade exigidos pelo Ministério da Educação”, enfatizou.

Num tom também bastante emocionado, porém descontraído, o reitor Hugo Alex Diniz agradeceu o esforço de todos os envolvidos para que a obra fosse retomada e concluída: “Hoje é um dia importante para nós: um ano de gestão, dez anos de universidade. Só aqui nesta Unidade Tapajós temos quatro prédios em construção, o RU (Restaurante Universitário) e ainda prédios em construção em Itaituba e Alenquer e mais outras pequenas obras por toda a Universidade. É um desafio enorme para quem acompanha a gestão de obras públicas, é um terreno muito sensível”. Por isso, eu quero agradecer a todos aqueles que têm sonhado com uma universidade pública”. E completou, referindo-se aos alunos: “Vocês são o sonho que nós sonhamos quando éramos jovens”.

O coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Igor Santos, também foi enfático durante sua fala. “Certamente é um grande dia para nós, pois hoje damos um passo em direção ao crescimento da nossa universidade, um passo para a saída do aluguel, dos tão conhecidos puxadinhos e do hotel. Este prédio que está sendo inaugurado hoje é parte da realização de um sonho que ainda será realizado completamente, mas também é sinônimo da luta dos estudantes desta universidade”.

Durante o seu discurso, o reitor e a vice-reitora fizeram questão de agradecer o empenho de todos os servidores que trabalharam de “forma integrada” para que a obra fosse concluída. E em nome de todos, prestaram uma homenagem, entregando uma placa comemorativa.

Receberam a placa o engenheiro responsável pela obra, Reinaldo Esteves (MAZ); a técnica em segurança do trabalho, Sílvia Patrícia Cardosa (MAZ), representando todos os operários; o arquiteto e servidor da Ufopa Pétia Arruda, que foi responsável pela elaboração do pré-projeto do prédio; o gestor de contrato, Glemison Gomes e os engenheiros Cristian Rebouças e Ricelly, servidores que atuam na fiscalização de obras; e ainda o superintendente de Infraestrutura, Vitor Viana.

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/8d494d996b26e3ab3ee9530b23a88d98.jpg
Servidores da Ufopa e funcionários da MAZ foram
homenageados na inauguração.

 

Universitários, professores, técnicos estiveram presentes à solenidade, que também reuniu representantes da sociedade local, entre eles o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces), engenheiro Roberto Branco; o diretor da Fundação Esperança, Gabriel Geller; e a diretora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Antonia Maria Pereira Ramos Franco.

Também estiveram presentes os pró-reitores Solange Ximenes (Proen), Lidiane Leão (Proges), Fabriciana Guimarães (Progep), Sofia Campos (Proad), Domingos Diniz (Proppit), Rogério Cruz (Proplan), Marcos Prado (Procce); e os diretores de institutos Lucinewton Silva (ICTA), Júlio Tota (IEG), Alana Lima da Silva (Ibef), Wilson Sabino (Isco), além de servidores (professores e técnicos) e alunos desses institutos que irão ocupar o novo prédio.

Com quatro pavimentos, o BMT tem área total de 7.415 m². São 67 salas, distribuídas em 22 laboratórios, 29 salas administrativas e 16 salas de aulas. O novo prédio receberá servidores e alunos das unidades acadêmicas do Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas (ICTA), Instituto de Saúde Coletiva (Isco), Instituto de Engenharia e Geociências (IEG) e Instituto de Biodiversidade e Florestas (Ibef). A mudança já começou e deve continuar ao longo de todo o mês de maio.

Confira aqui o mapa do BMT:

Comunicação Ufopa

3/5/2019

Descerramento da placa durante solenidade de inauguração do BMT. Foto: Albanira Coelho, 3/5/2019.

Notícia em destaque