Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física: inscrições até 10 de agosto de 2019


1 de Julho de 2019 às 11:56

Estão abertas as inscrições para o Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF), programa nacional de pós-graduação voltado a professores de ensino médio e fundamental que atuam na área. A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), que integra a iniciativa como polo regional, está ofertando sete vagas para a seleção. No valor de R$ 65,00, as inscrições serão realizadas até o dia 10 de agosto de 2019 na página http://www.sbfisica.org.br/mnpef.

Organizado pela Sociedade Brasileira de Física (SBF) com o apoio da Capes, o curso de pós-graduação é ofertado em parceria com diversas instituições de ensino superior do país, que atuam como polo. A inscrição para o processo seletivo deverá ser realizada no formulário on line disponível no site da SBF. A entrega da documentação e a realização das provas irão ocorrer no polo onde o candidato se inscrever.

O MNPEF é exclusivo para professores em efetivo exercício de docência em Física na educação básica ou em Ciências no nível fundamental, que sejam portadores de diplomas de graduação em Física (Licenciatura ou Bacharelado) ou áreas afins, em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), ou estudantes do último semestre desses cursos. O objetivo é capacitar em nível de mestrado professores da Educação Básica quanto ao domínio de conteúdos de Física e de técnicas atuais de ensino para aplicação em sala de aula.

Na Ufopa, o programa de pós-graduação encontra-se vinculado ao Programa de Ciências Exatas, do Instituto de Ciências da Educação (Iced), sendo coordenado pelo professor Sérgio Antônio de Souza Farias. A secretaria do polo está localizada na Unidade Rondon, Campus Santarém, na sala do Profmat/MNPEF, situada no prédio H. Mais informações pelo telefone (93) 2101-3647 ou pelo e-mail mnpef.ufopa@gmail.com.

Confira:

Comunicação/Ufopa

1º/7/2019

Notícia em destaque