Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Núcleo do curso de Direito da Ufopa assessora curso em Juruti


16 de Abril de 2018 às 20:45

Lideranças das comunidades que integram o projeto agroextrativista Juruti Velho, estudantes e profissionais da educação daquela região participaram do primeiro módulo do curso “O Direito achado na beira do rio”, promovido a partir de parceria entre o Núcleo de Assessoria Jurídica Universitária Popular (Najup Cabano), ligado ao curso de Direito da Ufopa, a Congregação das Irmãs Franciscanas de Maristella e a Diocese de Óbidos.

Esse primeiro módulo, realizado nos dias 6, 7 e 8 de abril, teve por objetivo promover o primeiro contato dos 28 participantes do curso com as temáticas do direito, por intermédio dos preceitos da educação popular, que tem por base o pensamento e as práticas pedagógicas propostas por Paulo Freire.

O módulo “O que é direito?” foi pensado de maneira conjunta com as demais parcerias e facilitado pelo professor João Ricardo Silva e pelos discentes Lincon Aguiar e Evanderson Noronha, todos do curso de Direito da Ufopa.

Inserido no escopo do projeto de extensão Núcleo de Assessoria Jurídica Universitária Popular da Ufopa/Najup Cabano, o presente curso faz parte das atividades previstas no plano de trabalho "Capacitação jurídico-política de lideranças comunitárias da Vila Muirapinima, em Juruti/PA", que tem por objetivos específicos capacitar juridicamente lideranças comunitárias para auxiliá-las na luta cotidiana pela garantia e efetivação de direitos, formar sujeitos multiplicadores dos conhecimentos adquiridos durante o curso, bem como promover o diálogo entre o saber jurídico-acadêmico e o saber popular.

O próximo módulo ocorrerá no primeiro fim de semana de maio e terá como temática os Direitos Constitucionais na sua relação com a cidadania.

/media/file/site/ufopa/imagens/2018/a975e24b98b1e568f717df72a181fce0.jpeg

Sobre o Najup Cabano

O Najup Cabano é um espaço permanente voltado para a promoção do diálogo entre a universidade e a sociedade por meio de atividades interdisciplinares de ensino, pesquisa e extensão. As ações são baseadas nos marcos teórico-metodológicos da assessoria jurídica popular e promovem o acesso à justiça, à educação popular em direitos humanos e à defesa dos direitos de comunidades pobres, movimentos sociais populares e povos tradicionais, indígenas e quilombolas, fomentando estudos críticos sobre direitos e cidadania.

Comunicação/Ufopa, com informações do Najup Cabano

16/4/2018