Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ultima atualização em 20 de Julho de 2021 às 20:11

Ufopa inaugura Núcleo de Salas de Aula (NSA) na Unidade Tapajós com transmissão on-line


Blocos B e C, com 20 salas cada um, localizados na Unidade Tapajós, estão prontos para atividades acadêmicas

Um evento “híbrido”, com transmissão “ao vivo” pelo YouTube. Assim foi a inauguração do Núcleo de Salas de Aula (NSA), localizado na Unidade Tapajós do Campus Santarém da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), que ocorreu nesta terça-feira, 20 de julho.

A mesa de autoridades foi composta de maneira presencial e alguns convidados também estiveram presentes on-line. A inauguração do evento foi transmitida pela Internet por meio de canal no YouTube.

Um vídeo foi exibido mostrando o funcionamento das salas. Esse vídeo foi visto por quem estava na solenidade, tanto de forma presencial quanto on-line, através da estrutura das salas inteligentes. O evento, por si só, já mostrou aos usuários como as salas funcionam.

Além do reitor Hugo Diniz e da vice-reitora Aldenize Xavier, compuseram a mesa de abertura: o superintendente de Infraestrutura (Sinfra), Vítor Viana; a pró-reitora de Ensino de Graduação, Solange Ximenes; a deputada federal Vivi Reis (PSOL-PA), que se comprometeu a ajudar a Ufopa por meio da destinação de emendas parlamentares; e o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (ACES), José Roberto Branco Ramos, presidente da organização Sociedade dos Amigos da Ufopa (Soufopa) e responsável pelo projeto executivo do prédio.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2021/b79faaf74e97a40feeb99fac7ddd5635_R7huxxQ.jpg
Mesa solene de inauguração do NSA.
Foto: José Roberto Branco Filho, 20/07/2021.

 

Para o reitor Hugo Alex Diniz, o comprometimento das equipes técnicas e da equipe terceirizada foi fundamental para a conclusão da obra, cujo início data de 2019: “Mesmo em ritmo menor por causa da pandemia, hoje nós chegamos a essa entrega. Isso nos joga para a frente para novas conquistas. Estamos em outro momento”. Em seu pronunciamento, destacou a inauguração do prédio como o início da consolidação da Cidade Universitária.

A vice-reitora Aldenize Xavier fez questão de explicar a importância do prédio: “Não é apenas uma obra, é um empreendimento, porque nós estamos entregando uma possibilidade de ensino híbrido para nossa comunidade”.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2021/97a12dc1b26af3805d22ae51db269ac6.jpg
Vice-reitora e presidente do Comitê Gestor de Obras (CGO), Aldenize Xavier, durante
sua fala na inauguração do NSA. Foto: José Roberto Branco Filho, 20/07/2021.

 

O espaço é uma opção funcional e moderna para as atividades de ensino da universidade. “Com a pandemia, o que era desejável virou obrigatório. Então se reforçou a necessidade de um sistema com computador, aparelhos de TV, mesa digitalizadora, que não estava prevista no planejamento inicial. Estamos entregando essas salas com essas funcionalidades”, explicou Xavier, que destacou também que o projeto totaliza 60 salas de aula, incluindo o Bloco A, além do B e do C, já inaugurados.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2021/45f0666428a02f09fe299da2fb81a857.jpg
"Sala de aula inteligente" com equipamentos que possibilitarão ensino híbrido e outras possibilidades.
Foto: Lenne Santos, 20/07/2021.

 

“Já temos o projeto do Bloco A pronto para licitar também, e temos a previsão de que, com os nossos próximos orçamentos de 2022/2023, a gente consiga implantar mais 20 salas de aula aqui no Tapajós, que é o que vai suprir a nossa demanda”. Mesmo com essa inauguração, ainda haverá demanda reprimida por espaço, o que será totalmente resolvido com a construção do Bloco A, na Unidade Tapajós, conforme finalizou a vice-reitora.

O superintendente de Infraestrutura, Vítor Viana, destacou as caraterísticas do prédio: “Esta é uma obra autossustentável energeticamente. As 664 placas solares, que custaram R$ 294 mil, produzem 30.000 quilowatts por mês, e o prédio consome cerca de 22 mil quilowatts”. Ele ressaltou os desafios de construir uma obra no interior da Amazônia — e ainda em época de pandemia. “Atravessamos a pandemia, não paramos, apesar da falta de material e dos diversos lockdowns, e o resultado está aí”, concluiu. Informou também que a obra custou por volta de R$ 4 milhões de reais.

A pró-reitora de Ensino de Graduação, Solange Ximenes, lembrou das dificuldades anteriores de infraestrutura que levavam para baixo as notas dos cursos. E destacou a importância das salas inteligentes: “Agora não estaremos mais só em Santarém, mas em todo o planeta, a partir do trabalho em nossas salas de aula”.

Para a vice-reitora, essa inauguração vai além de uma entrega de obras. “Não é apenas a entrega de uma obra, é a entrega de um importante serviço”, disse, referindo-se às funcionalidades das “salas inteligentes”.

No total, são 40 salas de aula localizadas nos Blocos B e C, na Unidade Tapajós. As salas já estão prontas desde o início do ano, no entanto faltava a instalação de serviços como condicionadores de ar, acesso à Internet, carteiras, computadores e aparelhos de TV, informou Xavier. "O Bloco A, com mais 20 salas, já está em fase de planejamento para ser construído", afirmou Xavier.

Participaram da cerimônia, por meio da composição da mesa virtual: Allana dos Santos S. Lima (Fórum dos Institutos), Mari Caroline Ribeiro (representante do Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Pará — Sindtifes), Andrea Leão (presidente do Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Oeste do Pará — Sindufopa).

Também estiveram presentes à inauguração presencial e fizeram um breve discurso: Luamim Tapajós (Fórum dos Campi fora de Sede) e Renata Moara (Diretório Central dos Estudantes).  

Texto: Lenne Santos — Comunicação/Ufopa

14/07/2021 Atualizada em 20/07/2021.

Descerramento da placa de inauguração do NSA. À direita: vice-reitora Aldenize Xavier e reitor Hugo A. Diniz. À esquerda: José Roberto Branco Ramos (Soufopa) e Vítor Viana (Sinfra). Foto: Roberto Branco Filho. 20/07/2021.

Notícia em destaque