Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ultima atualização em 12 de Janeiro de 2021 às 18:48

Parceria entre Ufopa e Governo Federal vai apoiar municípios em ações de desenvolvimento regional


A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) firmou acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e passou a integrar o grupo que vai executar ações para o programa “Fortalecimento das capacidades governativas em municípios da área de Influência da BR -163”. Na Ufopa, o Instituto de Ciências da Sociedade (ICS) será o responsável pelas atividades.

O coordenador local da ação é o Prof. Dr. Márcio Benassuly. “A presente encomenda celebrada com a Ufopa envolveu outras quatro universidades federais: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); Universidade Federal de Pelotas (UFPel); Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Universidade de Brasília (UnB), que irão elaborar diagnósticos de municípios, em suas respectivas regiões de atuação, que possam indicar elementos para a tomada de decisões quanto à execução de políticas públicas com ênfase no fortalecimento das capacidades governamentativas dos entes federativos locais, no caso os municípios”, explicou.

Ele acrescenta ainda que os pesquisadores irão elaborar um diagnóstico: “No caso da Ufopa, vamos realizar um diagnóstico da gestão do território dos municípios da região do Tapajós, com ênfase nos municípios de Itaituba e Rurópolis”, esclareceu.

Os trabalhos fazem parte do Programa de Fortalecimento das Capacidades Governativas dos Entes Subnacionais (PFCG), instituído por meio da Portaria do MDR nº 2.652, de 11/11/2019, com a finalidade de mobilizar políticas, ações, instrumentos e parcerias para criar um ambiente colaborativo voltado à ampliação das capacidades de gestão e da sustentabilidade institucional dos entes federados.

Confira AQUI mais informações sobre o tema.

Comunicação Ufopa, com informações da coordenação do projeto

12/01/2021

Trecho da BR-230 que dá acesso ao porto de Miritituba, em Itaituba. Foto: Márcio Benassuly, 2018.

Notícia em destaque