Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Primeira pesquisa do PPGBEES/Ufopa será apresentada em seminário público


15 de Julho de 2019 às 13:39

Está marcado para o dia 30 de julho de 2019 o seminário público para a apresentação da primeira dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade (PPGBEES) da Universidade Federal do Oeste do Pará. O discente Darlison Chagas de Souza vai socializar a pesquisa Metazoários parasitos de Plagioscion squamosissimus (Heckel, 1840) (osteichthyes: sciaenidae) de lagos de várzea da Amazônia brasileira. O seminário será realizado no miniauditório do NTB/Unidade Tapajós, às 15h30.

O estudo investigou a diversidade de parasitos que podem ser encontrados na pescada branca, um dos peixes mais comuns na Amazônia brasileira. Foram dois pontos de amostragem: um no rio Amazonas, no Lago Grande do Curuai; e outro na foz do rio Tapajós, próximo à cidade de Santarém.

O trabalho foi orientado pelo professor Lincoln Corrêa e já resultou na publicação internacional de dois artigos científicos em espaços que reconheceram a importância da pesquisa.

Diferente do convencional processo de defesa da dissertação, o seminário público constitui-se de uma apresentação do trabalho desenvolvido, sem a presença de uma banca de avaliação. Só ocorre assim porque o discente que participa do seminário já teve o trabalho avaliado por três especialistas na área antes das publicações dos artigos.

“Isso reduz o tempo de publicação e aumenta a qualidade dos trabalhos produzidos em nosso programa de pós-graduação”, informa o professor Rodrigo Fadini, vice-coordenador do PPGBEES.

Os pesquisadores que avaliaram o trabalho do discente Darlison, antes das publicações, foram: José Almir Moraes da Rocha, do Instituto de Ciências da Educação/Ufopa e da Universidade do Estado do Pará (UEPA); Marcos Tavares Dias, da Embrapa Amapá/Universidade Federal do Amapá (Unifap); e Júlio Cesar Cenci de Aguiar, do Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Comunicação/Ufopa

15/7/2019

Notícia em destaque