Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ultima atualização em 13 de Janeiro de 2022 às 16:12

Projetos desenvolvidos pela Ufopa em escolas públicas são expostos em feiras nacionais


A interação entre universidade e comunidade, por meio da Feira de Ciências e Tecnologias Educacionais da Mesorregião do Baixo Amazonas-Pará (FECITBA), projeto institucional da Ufopa coordenado pelo Centro Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento Científico (CPADC) do Iced, está rendendo bons frutos. Trabalhos de alunos de escolas públicas da região Oeste do Pará, criados no âmbito desse projeto, estão sendo expostos em feiras nacionais e até internacionais de ciências.

Em novembro de 2021, foi realizada a quarta edição da FECTIBA, em formato virtual, devido à pandemia de Covid-19. “Um dos principais objetivos da FECITBA é estimular crianças e jovens do Pará, em especial do Baixo Amazonas, a se desenvolverem por meio da iniciação científica nas escolas de educação básica, tendo seus professores como incentivadores e orientadores do processo”, afirma a coordenadora da feira, Profa. Nilzilene Gomes (Iced).

A coordenadora da IV FECITBA ressalta ainda que, desde 2021, são colhidos os frutos da dedicação dos estudantes da educação básica e seus professores: “No final de 2021, tivemos dois projetos representando a FECITBA escolhidos para a Mostra Nacional de Feiras de Ciências: um foi o projeto da escola Terezinha de Jesus Rodrigues, de Santarém, intitulado 'Germinação de diferentes variedades de feijão em algodão: um mundo me possibilidades para ensinar e aprender Ciência', de Geovana de Souza Ferreira, com coorientadora Raimunda Jaqueline Melo dos Santos e orientadora Priscila Veiga da Silva. O outro projeto escolhido para esta feira foi o da escola Padre José Nicolino, de Oriximiná, intitulado 'Análise da qualidade da água para consumo humano de escolas públicas do município de Oriximiná – Pará', de Jociéglia Fernandes dos Santos, Ana Beatrice da Silva Bentes e Erison Lins Santos da Silva, orientado por Douglas Farley Barroso Pereira".

Já em 2022 foram selecionados outros três projetos expostos na IV FECITBA para participarem da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE/USP) como projetos finalistas, cuja exposição está ocorrendo nesta semana de janeiro, de forma on-line. “Dois desses projetos estão representando a FECITBA como feira afiliada, e um deles foi submetido como projeto independente”, informou a coordenadora.

O primeiro projeto representando a FECITBA como feira afiliada é o do Instituto Federal do Pará, campus de Santarém, intitulado "A análise de presença de cargas elétricas no solo como forma de melhoramento da produtividade das culturas agrícolas", de Lucas Garcia Campos, Geovana Castro da Luz e Denílson Vicente Araújo Silva, orientado pela Profa. Luísa Helena Silva de Sousa.

“O segundo projeto finalista de nossa feira afiliada foi o da Escola Municipal Santa Cruz, dos autores Luís Felipe Pereira Furtado, Sara Samile Oliveira Maia e Luana Cardoso da Silva, orientado por Edivanderson Lopes Silva”, informou a coordenadora.

O terceiro projeto, também exposto na FEBRACE como independente, é o da Escola Estadual Frei Ambrósio, intitulado "Aplicação da física no cotidiano doméstico", de autoria de Julie Karoline Tavares da Silva, orientado por Marcos Paulo Silva Olivetto e coorientado por Ricardo Augusto de Sousa.

Este último também foi exposto na Mostra de Ciências e Tecnologia da Escola Açaí (MCTEA) e ganhou duas credenciais para a Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC), que ocorre em Jaguará do Sul (SC), e também para a MILSET Brasil 2022, que ocorrerá em Fortaleza (CE). A Expo Nacional MILSET Brasil é um evento Internacional para o Recreio Científico e Técnico do Comitê da MILSET e da Associação Movimento pela Ciência e Aprendizagem do Brasil. Surgiu com o propósito de motivar o intercâmbio entre alunos, pesquisadores, professores e orientadores com a sociedade, de forma geral.

“Para 2022, a equipe já aprovou projeto no edital de apoio a Feiras e Mostras Científicas, financiado pelo CNPq e MCTIC, que contempla custeio e bolsas para estudantes e professores”, comemorou Nilzelene, coordenadora da FECTIBA.

Para ela, a Ufopa, por meio da FECITBA, “fortalece os laços com a educação básica e está cumprindo seu papel de contribuir com melhorias com a formação científica dos estudantes no Oeste do Pará”, finalizou.

Comunicação/Ufopa, com informações da FECTIBA

13/01/2021

Notícia em destaque