Análise dos investimentos do PAC em hidrovias na Amazônia brasileira e sua relação com o escoamento da produção

Autores

  • Regiane Leite Corrêa PPGCS - UFOPA
  • Emanuela de Sousa Valentim PPGCS - UFOPA
  • Ednéa do Nascimento Carvalho PPGCS- UFOPA
  • Abner Vilhena de Carvalho PCEDR - UFOPA

DOI:

https://doi.org/10.30810/rcs.v4i7.1401

Palavras-chave:

hidrovias, amazônia, investimento

Resumo

A partir de uma
pesquisa descritiva quantitativa e da análise de correlação linear simples, buscase
analisar os investimentos financeiros do PAC na região Amazônica referente
à infraestrutura logística das hidrovias (terminais, corredores e hidrovias). Especificamente,
identifica-se o estágio das obras, além das áreas da Amazônia onde
os investimentos estão mais focados e, por fim, a relação entre o escoamento da
produção com o investimento. Dentre os principais resultados encontrados na
pesquisa, pode-se perceber uma moderada relação dos investimentos do PAC
em hidrovias com o escoamento da produção via navegação por interior.

Biografia do Autor

Abner Vilhena de Carvalho, PCEDR - UFOPA

Doutor em Ciências Ambientais pelo Programa de Pós Graduação Sociedade, Natureza e Desenvolvimento
(PPGSND). Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA).

Referências

ACEVEDO-MARIN, R. E. Civilização do rio, civilização da estrada: transportes na ocupação

da Amazônia no século XIX e XX. Papers do NAEA (UFPA), Belém, 2004.

ARNOLD, J. R. T. Administração de materiais. São Paulo: Atlas, 1999.

ANA – AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS/GEF – FUNDO PARA O MEIO AMBIENTE

MUNDIAL/PNUMA – PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O MEIO AMBIENTE/

OEA – ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. Projeto de gerenciamento

integrado das atividades desenvolvidas em terra na Bacia do São Francisco. Brasília,

(Estudo Técnico de Apoio ao PBHSF, n. 08).

ANTAQ – AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS. Anuário estatístico

aquaviário. Brasília: ANTAQ, [s.d.]. Disponível em: http://web.antaq.gov.br/Anuario2017/.

Acesso em: 5 dezembro 2018.

BARAT, J. Planejamento das infraestruturas de logística e transporte. Radar: tecnologia,

produção e comércio exterior, Brasília, p.10-13, abr. 2009.

BRASIL. Programa de Aceleração do Crescimento, 2018. Disponível em:

<http://www.pac.gov.br/pub/up/relatorio/d473dfcab55fe26e4d3fb91f3df17ccc.pdf>.

Acesso em: 05 Dezembro 2019.

BRASIL, INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA. Amazônia Legal

– Base de Dados Espaciais. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geocienciasnovoportal/

informacoes-mbientais/pedologia/15819-amazonia-legal.html?=&t=sobre.CONCEIÇÃO, J. C. P; CONCEIÇÃO, P. H. Z. Agricultura: evolução e importância

para a balança comercial brasileira. Texto para discussão. Instituto

de Pesquisa Econômica Aplicada – Brasília: Rio de Janeiro: IPEA,

<http://sitorio.ipea.gov.br/handle/11058/5228?mode=full>. Acesso em: 08 ago.

CONCEIÇÃO, J. C. P; CONCEIÇÃO, P. H. Z. Agricultura: evolução e importância para

a balança comercial brasileira. Texto para discussão. Instituto de Pesquisa Econômica

Aplicada – Brasília: Rio de Janeiro: IPEA , 2014.

FAJARDO, A. P. C. Uma Contribuição ao Estudo do Transporte Intermodal – Otimização

da Expansão Dinâmica das Redes Intermodais do Transporte de Soja Produzida no

Estado de Mato Grosso. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, 2006.

FEARNSIDE, Philip M. Desmatamento na Amazônia Legal brasileira: história, índices e

consequências. Megadiversidade, Belo Horizonte,v. 1, n. 1, p. 113-123, 2005.

FREDERICO S. Agricultura científica globalizada e fronteira agrícola moderna no Brasil.

Revista Confins, n. 17, s/p, mar. 2013. Disponível em: <http://confins.revues.org/8153 >.

Acesso em: 27 abr 2019.

HIDALGO, Álvaro Barrantes. FEISTEL, Paulo Ricardo. Mudanças na Estrutura do Comércio

Exterior Brasileiro: Uma Análise sob a Ótica da Teoria de Heckscher-Ohlin. Est.

Econ., São Paulo, vol. 43, n.1, p.79-108, jan.-mar. 2013

———. IPEA – INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Infraestrutura

Econômica no Brasil: diagnósticos e perspectivas para 2025 Livro 6 – Volume 1. 2010

———. IPEA – INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Texto para discussão.

Ed. 1931. Rio de Janeiro: IPEA, 2014.

KEEDI, Samir. Logística de transporte internacional: veículo prático de competitividade.

ed. São Paulo: Aduaneiras, 2019.

MONTEIRO, Maurílio de Abreu; COELHO, Maria Célia Nunes. As políticas federais e

reconfigurações espaciais na Amazônia. Novos Cadernos NAEA, v.7, n.1, 2004.

MONTEIRO, Maurílio de Abreu; COELHO, Maria Célia Nunes; BARBOSA, Estêvão José

da Silva. Fronteira, corredores de exportação e rede urbana na Amazônia oriental brasileira.

GEOgraphia, v.13, n.26, p. 37-65, 2011.

——–.PORTAL BRASILEIRO DE DADOS ABERTOS. Disponível em:

http://dados.gov.br/. Acesso em: dez 2019.

Downloads

Publicado

2020-06-26

Como Citar

Leite Corrêa, R., de Sousa Valentim, E. ., do Nascimento Carvalho, E. ., & Vilhena de Carvalho, A. . (2020). Análise dos investimentos do PAC em hidrovias na Amazônia brasileira e sua relação com o escoamento da produção. REVISTA CIÊNCIAS DA SOCIEDADE, 4(7), 90-108. https://doi.org/10.30810/rcs.v4i7.1401

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)