A produção e a receita pesqueira como indicadores econômicos da pesca artesanal na Amazônia Central

Autores

  • Maria Angélica de Almeida Corrêa
  • Sâmea Coelho Bezerra do Nascimento
  • Daniel Yokoyama Sonoda
  • Lucirene Souza Aguiar

DOI:

https://doi.org/10.30810/rcs.v2i4.900

Palavras-chave:

economia da pesca, rendimento, gestão da pesca, manejo

Resumo

A pesca artesanal contribui para a economia da Amazônia com grande impacto na geração de emprego e renda, além da garantia de seguranca alimentar a centenas de famílias ribeirinhas. O município de Manaus, situado na mesorregião Centro Amazonense, é o principal porto de desembarque pesqueiro recebendo a produção capturada de diversos ambientes ao longo da calha Solimões-Amazonas. Dados da produção pesqueira referentes aos anos de 2012 e 2013 possibilitaram avaliar os indicadores de receita e produtividade sobre o desempenho econômico da atividade em termos comparativos. Os indicadores apontaram tendências e suposições acerca da economia da pesca, e sua interação com os aspectos relacionados: ambientais, sociais e mercadológicos, além do entendimento sobre a dinâmica da pesca nos ambientes de onde se origina o pescado desembarcado. A redução na quantidade produzida observada entre os anos foi inferior a 1%, o que representou cerca de 10% de dimuinção na receita das pescarias. A variação das espécies desembarcadas, em frequência de ocorrência e volume de produção, explicaram a produtividade e a receita no período, além de indicar a necessidade de estudos e controle sobre quatro categorias de espécies, que responderam por mais de 75% da produção total. Os indicadores de receita e produtividade se apresentaram como uma ferramenta eficiente para a gestão dos recursos pesqueiros a curto prazo.

Downloads

Publicado

2019-05-31

Como Citar

Corrêa, M. A. de A., Nascimento, S. C. B. do, Sonoda, D. Y., & Aguiar, L. S. (2019). A produção e a receita pesqueira como indicadores econômicos da pesca artesanal na Amazônia Central. REVISTA CIÊNCIAS DA SOCIEDADE, 2(4), 13-31. https://doi.org/10.30810/rcs.v2i4.900

Edição

Seção

Dossiê – Artigos