Território, educação e língua: notas sobre a afirmação étnica Munduruku no Baixo Tapajós

Autores

  • José Maurício Arruti
  • Judith Costa Vieira
  • Sâmela Ramos da Silva

DOI:

https://doi.org/10.30810/rcs.v3i5.987

Palavras-chave:

munduruku, emergência, língua, território

Resumo

Este texto se constitui em um exercício preliminar de aproximação entre duas temáticas tão interligadas nos contextos de luta por reconhecimento indígena e ainda um pouco distanciadas no contexto de produção analítica. Tratase da tentativa de articular o estudo da retomada das línguas indígenas nos processos de luta territorial, mas especificamente, da intenção de compreender qual o papel que a demanda e implantação de ações de resgate de línguas indígenas desempenham para os sujeitos em processo de emergência étnica e demanda de reconhecimento dos territórios. Essas discussões foram elaboradas com base em entrevistas, observações em campo e análise documental realizadas em diferentes contextos com os dois grupos, os munduruku de Taquara e os munduruku do Planalto santareno

Downloads

Publicado

2019-08-12

Como Citar

Arruti, J. M., Vieira, J. C., & Silva, S. R. da. (2019). Território, educação e língua: notas sobre a afirmação étnica Munduruku no Baixo Tapajós. REVISTA CIÊNCIAS DA SOCIEDADE, 3(5), 118-139. https://doi.org/10.30810/rcs.v3i5.987

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)