REVISTA CIÊNCIAS DA SOCIEDADE http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade <p><span style="color: #111111; font-family: Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 11.2px; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: normal; letter-spacing: normal; line-height: normal; orphans: auto; text-align: justify; text-indent: 0px; text-transform: none; white-space: normal; widows: 1; word-spacing: 0px; display: inline !important; float: none;">A Revista Ciências da Sociedade (ISSN 2594-3987 - QUALIS CAPES B3 2017-2018) é um periódico vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Sociedade da Universidade Federal do Oeste do Pará e divulga, desde seu primeiro número, artigos originais que versem sobre temáticas na área de Ciências Sociais e campos de conhecimentos conexos, contemplando metodologias e abordagens analíticas interdisciplinares. <br><br></span></p> pt-BR <p>O envio do artigo para submissão deverá ser acompanhado de uma declaração de responsabilidade do autor, conforme modelo abaixo:</p> <p> </p> <p align="center"><strong>REVISTA CIÊNCIAS DA SOCIEDADE</strong></p> <p align="center"><strong>Revista do Curso de Pós Graduação em Ciências da Sociedade ICS/UFOPA</strong></p> <p align="center"><strong>Declaração de Responsabilidade para publicação na Revista Ciências da Sociedade</strong></p> <p align="center"><strong>(deve ser assinada por todas as pessoas relacionadas como autores)</strong></p> <p>Primeiro autor:______________________________________________</p> <p>Título do artigo: ________________________________________</p> <p>Nomes de todos os co-autores na ordem que aparecem no artigo:</p> <p>________________________________________________________</p> <p>1.Declaração de Responsabilidade – Certifico que participei da concepção do trabalho, em parte ou na íntegra, que não omiti quaisquer ligações ou acordos de financiamento entre os autores e companhias que possam ter interesse na publicação desse artigo. Certifico que o texto é original e que o trabalho, na íntegra, não foi enviado a outra revista e não o será enquanto sua publicação enquanto estiver sendo considerada pela Revista Ciências da Sociedade, quer seja no formato impresso ou no eletrônico.</p> <p>Atesto que, se solicitado, fornecerei ou cooperarei na obtenção e fornecimento de dados sobre os quais o artigo está sendo baseado, para exame dos editores. - Certifico que todos os autores participaram suficientemente do trabalho para tornar pública sua responsabilidade pelo conteúdo.</p> <p> </p> <p>Assinatura de todos os autores</p> <p>Licensing: CC Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 <label class="pkpFormField--options__option"> </label></p> <p> </p> <p> </p> revistacs@ufopa.edu.br (Editor) andre.rodrigues@ufopa.edu.br (André Luiz Chaves Rodrigues) ter, 07 jul 2020 00:00:00 -0300 OJS 3.2.1.3 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Imagens, águas e o universo da pesca marítima http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1370 <p>Este trabalho tem como propósito estabelecer diálogo entre imagens sobre pesca e as possíveis narrativas sobre o cotidiano em duas comunidades costeiras do sul do Rio Grande do Norte. A pesquisa de campo deu-se no período de setembro de 2009 a setembro de 2011 no município costeiro de Baía Formosa, litoral sul potiguar. As idas ao campo davam-se nos fins de semana e feriados prolongados. As negociações para as idas ao mar eram feitas após longas conversas à beira-mar, quando a confiança entre o pesquisador e os pescadores estava consensualmente construída. As imagens produzidas em campo retratavam o cotidiano do mundo da pesca, a descrição da cultura costeira, como objetos de trabalho, embarcações, festividade religiosa e relações familiares e de vizinhança.</p> Rubens Elias da Silva, Roberth Rodrigues Ferreira Copyright (c) 2020 Rubens Elias da Silva, Roberth Rodrigues Ferreira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1370 ter, 08 dez 2020 00:00:00 -0300 A feira de Campina Grande: tradição e identidade http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1382 <p>Este artigo apresenta uma etnografia da feira de Campina Grande<br>como uma instituição multifacetada que abrange aspectos econômicos, sociais,<br>culturais e patrimoniais, com foco na tradição como elemento central e, no seu<br>lugar na formação da identidade da cidade. No percurso etnográfico o objetivo<br>foi desvendar a dinâmica da feira em vários planos: o espacial relativo à distribuição<br>dos bens comercializados; o da variedade dos bens e dos seus integrantes,<br>para compor este cenário múltiplo e complexo. Com a decadência da feira, a<br>cidade viveria sucessivas experiências frente a instituições, além da feira, suas<br>universidades, e festa junina, que assumiram um papel simbólico marcante no<br>processo de reconfiguração identitária da cidade. Do diálogo de saberes, científico<br>e popular, a feira pode vir a ser repensada e reintegrada ao imaginário dos<br>seus moradores, como um bem patrimonial imaterial.</p> Maristela Oliveira de Andrade Copyright (c) 2020 Maristela Oliveira de Andrade https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1382 ter, 07 jul 2020 00:00:00 -0300 Uma década da Política Nacional de Resíduos Sólidos? http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1480 <p>Apresentamos reflexões e análises referentes à implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil, passados dez anos de sua publicação. Elencamos preceitos fundantes da política, evidenciando o quanto tem sido incorporado pelos 5.570 municípios brasileiros, em seus processos de gestão e princípios e boas práticas socioambientais na perspectiva da destinação adequada dos resíduos, extinção dos lixões, implantação de aterros sanitários, sobretudo a redução, reutilização e reciclagem e a implementação da logística reversa. Outro aspecto é a inclusão sócio-produtiva dos catadores, conforme os artigos 7º e 8º da lei determinam a organização em associações e cooperativas de reciclagem para integrá-los na gestão dos resíduos. Mostramos elementos que contribuirão para pesquisadores e estudiosos subsidiarem suas investigações, em relação aos avanços e retrocessos, quanto aos preceitos da lei, no sentido de apontar o que vem sendo efetivado pelos setores e sujeitos envolvidos no processo de gestão integrada de resíduos sólidos no país.</p> Fábio Fonseca Figueiredo, Valeria Pereira Bastos, Carla Gracy Ribeiro Meneses Copyright (c) 2020 Fábio Fonseca Figueiredo, Valeria Pereira Bastos, Carla Gracy Ribeiro Meneses https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1480 ter, 08 dez 2020 00:00:00 -0300 Elaboração de queijo tipo “tofu” utilizando castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa). http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1451 <div> <p class="TextosemFormatao1">Esta pesquisa teve como objetivo elaborar um alimento tipo queijo vegetal “tofu”, utilizando castanha-do-brasil (<em>Bertholletia</em> e<em>xcelsa</em>). Para a determinação da composição centesimal da castanha-do-brasil, as amostras foram analisadas em triplicatas, obtendo-se como resultados os valores de Umidade (10,16), Proteínas (12,35), Lipídios (63,80), Carboidratos (21,00), Fibras (8,96), Cinzas (2,85) e Valor energético (697,78). Para avaliação de aceitabilidade do produto foi realizada analise sensorial com duas concentrações do alimento tipo tofu (75 e 100%), onde verificou-se que a concentração de tofu 100% castanha-do-brasil foi a mais aceita pelos provadores em comparação a amostra de 75% castanha-do-brasil. Foram realizadas as análises microbiológicas na amostra de tofu com concentração de 100% castanha-do-brasil, a qual apresentou maior aceitabilidade pelos provadores, expressando os seguintes resultados para Coliformes Totais (ausência), Coliformes termotolerantes (ausência), Contagem de Bactérias Aeróbias Mesófilas (92 NMP/g) e Contagem de bolores e leveduras (ausência). A elaboração de queijo utilizando castanha do Brasil mostrou-se viável, tanto do ponto vista nutricional, quanto sensorial, sendo uma alternativa para a agroindústria de produtos lácteos e para o público vegano/vegetariano, intolerantes à lactose, alérgicos ao leite de vaca, dislipidêmicos e à pessoas que almejam o consumo de produtos mais saudáveis.</p> </div> Cristiane Silva Braga, Carlos Victor Lamarão , Charline Soares dos Santos Rolim, Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Copyright (c) 2020 Cristiane Silva Braga, Carlos Victor Lamarão , Charline Soares dos Santos Rolim, Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1451 sáb, 26 set 2020 00:00:00 -0300 O impacto do aumento na conta de energia elétrica de consumidores de Santarém - Pa: um estudo de caso http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1504 <p>Este artigo demonstra a incidência da carga tributária no preço final<br>da energia elétrica para os consumidores residenciais da cidade de Santarém/<br>PA e o peso que o alto valor cobrado pela Celpa tem no orçamento da<br>população. A energia constitui um bem essencial fazendo com que haja impacto<br>direto no orçamento mensal e, consequentemente, na renda obtida pelas<br>famílias. A metodologia utilizada teve por finalidade demonstrar a carga tributária<br>incidente sobre a conta de luz, utilizou-se também de pesquisa de campo,<br>onde foram aplicados questionários para uma amostra de 30 consumidores de<br>energia da localidade. Os resultados mostram que no período estudado, em média<br>16,51% da renda é destinada à conta de energia elétrica, e que para cada<br>10% de aumento na renda, em média, acrescenta cerca de 5,53% a sua conta<br>de energia. Assim, pode-se afirmar que o maior problema a ser enfrentado no<br>processo de tributação no Brasil está em fazer uma reforma tributária com maior<br>profundidade, de modo a reduzir o custo dos produtos e serviços brasileiros para<br>que o consumidor possa melhorar seu poder de compra e a sua qualidade de<br>vida real pagando menos pelo preço de um serviço essencial.</p> Tarcísio da Costa Lobato, Marcos Andrey Sousa Brito Copyright (c) 2020 Tarcísio da Costa Lobato, Marcos Andrey Sousa Brito https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistacienciasdasociedade/article/view/1504 ter, 08 dez 2020 00:00:00 -0300