Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ultima atualização em 13 de Novembro de 2023 às 17:32

Puxirum de limpeza retira seis toneladas de lixo das praias da Salvação e do Juá


Um mutirão de limpeza realizado no dia 4 de novembro de 2023 retirou cerca de seis toneladas de lixo das praias da Salvação e do Juá, localizadas no bairro Vista Alegre do Juá, em Santarém (PA). Promovida pela Associação de Vendedores Ambulantes da Praia da Salvação (AVAPS), em parceria com o Grupo de Estudos Avançados em Gestão Ambiental da Amazônia (Geagaa) da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), a ação socioambiental teve por objetivos a limpeza da área e a sensibilização da população para a preservação de rios e igarapés.

O puxirum contou com a participação da equipe de jovens comunicadores do site Tapajós de Fato, da União das Entidades Comunitárias de Santarém (Unecos), do Grupo de Defesa da Amazônia (GDA) e de comunitários dos bairros Vista alegre do Juá e Maracanã, além do apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Serviços Públicos (Semurb) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

 

Mutirão de limpeza na praia da Salvação.

 

Além de promover a limpeza neste período de baixa histórica do rio, a ação chamou a atenção da população para a importância de uma gestão pública e ambiental integrada dos ambientes que compõem a bacia do Bela Vista, incluindo o igarapé Bela Vista, o lago do Juá e a praia da Salvação. “Nós atingimos uma meta muito boa, porque tirar seis toneladas de lixo da beira de uma praia dessas é muita coisa”, afirma o presidente da Associação de Vendedores Ambulantes da Praia da Salvação (AVAPS), Enéas Silva de Souza, que destaca a solidariedade como fato decisivo para o sucesso da ação. “Todo mundo colaborou, todo mundo trouxe alguma coisa para compartilhar”, disse, referindo-se aos parceiros. “A Ufopa esteve com a gente desde o princípio da organização, e isso para a gente é uma grande coisa. A gente espera que essa parceria continue”.

A trajetória do grupo tem sido pautada na partilha com atores e movimentos da sociedade civil, no intuito de trabalhar com casos concretos em meio ambiente, formando uma ampla rede de pesquisa com centros de referência nacionais e internacionais”, explica o professor João Paulo de Cortes, que coordena, junto com a professora Diani Less, o Grupo de Estudos Avançados em Gestão Ambiental na Amazônia (Geagaa).

 

Seis toneladas de lixo foram retiradas das praias do Salvação e do Juá.

 

Vinculado ao Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas (ICTA) da Ufopa, o Geagaa busca integrar ensino, pesquisa e extensão com temáticas voltadas para a resolução de problemas de comunidades e instituições do Estado, de modo a promover avanços socioambientais em problemas emergentes pela perspectiva de uma ciência colaborativa e crítica, realizada dentro da Amazônia e para a Amazônia. Atualmente, o grupo tem focado esforços nos processos de reconhecimento e recuperação do igarapé e da bacia hidrográfica do Bela Vista, localizada na zona Oeste de Santarém.

“O reconhecimento desse igarapé, que é tratado como esgoto pela sociedade santarena, é um passo primordial para a realização de qualquer política de planejamento nessa área, que é onde se concentra a expansão urbana da cidade”, explica Cortes. “Procuramos mostrar que é necessário um planejamento integrado dos ecossistemas do igarapé, do lago do Juá e das praias, assim como dos bairros que compõem a bacia, incluindo Salvação, Vista Alegre do Juá, Alvorada, Conquista e Elcione Barbalho, uma vez que grande parte dessa área está fora do atual Plano Diretor e dos instrumentos de planejamento”.

Fotos: João Paulo de Cortes (Geagaa)
Comunicação/Ufopa, com informações do Geagaa
13/11/2023