Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

3ª SEPDAM debate políticas públicas na Amazônia


2 de Dezembro de 2019 às 17:58

No período de 26 a 28 de novembro, foi realizado o III Seminário de Pesquisa em Políticas Públicas e Dinâmicas Territoriais na Amazônia (III SEPDAM), no auditório Wilson Fonseca, na Unidade Rondon da Ufopa, Campus Santarém. O evento proporcionou o debate e a divulgação de pesquisas concluídas ou em andamento, como forma de contribuir para o conhecimento científico sobre políticas públicas com ênfase no território amazônico.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/b76846338aa8d2af83e89e34b6b37782_RhuclTk.jpg
Mesa de abertura do Seminário.

 

A abertura do seminário contou com a presença do Prof. Dr. Bruno Batista, da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica (Proppit); do coronel Maués, do Centro de Governo do Oeste do Pará; do Prof. Dr. Jarsen Guimarães, diretor do Instituto de Ciências da Sociedade (ICS); da Profa. Ma. Évani Larisse dos Santos (Curso de Gestão Pública e Desenvolvimento Regional); e o do Prof. Dr. Márcio Benassuly, coordenador do III SEPDAM.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/1319619eb8a7e1faffc50396b62adc3b_BwzXCcK.jpg
Palestra de abertura foi proferida pelo Prof. Dr. Ricardo Ângelo Pereira, da Universidade Federal do Amapá.

 

A programação contemplou o lançamento de dois livros, no espaço "Lançamento de livros sobre Amazônia": na seção 1 o advogado e pesquisador Ib Sales Tapajós lançou o livro Direitos Indígenas e Poder Judiciário O Caso da Terra Indígena Maró. Já na seção 2 os pesquisadores Márcio Júnior Benassuly Barros e Francilene Sales da Conceição, ambos da Ufopa, lançaram o livro Coletânea de Resumos do II SEPDAM.

O evento contou com a realização de quatro mesas-redondas. A mesa 1 abordou o tema Política, território e a questão agrária no Brasil: avanços e retrocessos. Os palestrantes Valeria de Marcos (USP/SP), Fabiano Bringel (UEPA/PA) e o cacique Manoel da Aldeia Ipaupixuna analisaram a questão agrária na Amazônia atualmente e os conflitos decorrentes do avanço do capital na região. A mediação da mesa foi de Rogério Almeida, da Ufopa.

Na mesa 2: Política, território e cartografia, os palestrantes Fernanda Padovesi Fonseca (USP/SP), João Elbio de Oliveira Aquino Sequeira (Ufopa), Guilhermo Cardona Grisales (Diocese de Santarém), Judith Costa Vieira (Ufopa), Wallace Wagner Rodrigues Pantoja (Seduc) e Franciclei Burlamaque Maciel (Ufopa) abordaram questões relacionas ao território e cartografia em pesquisas realizadas ou em andamento. A mesa foi mediada por Márcio Júnior Benassuly Barros (Ufopa).

Na mesa 3: Políticas ambientais na Amazônia: avanços e retrocessos, os palestrantes Marcelo Moreno (Sema/PA), Antônio Edilson de Castro Sena (3ª Região do ICMBio) e João Vitor Camargo Soares (INPA) abordam questões da política ambiental na Amazônia, com ênfase no Oeste do Pará. A mediação da mesa foi de Abner Vilhena Carvalho (Ufopa).

Na mesa 4: Comunicação de resultados de pesquisas de discentes sobre a Amazônia, os palestrantes Ádria Oliveira dos Santos (PPGCS/Ufopa), Gilson Fernando de Jesus Rego (PPGCS/Ufopa), Lays Diniz dos Santos (PPGCS/Ufopa) e Ney Rafael Gomes Monteiro (GEO/Ufopa) apresentaram resultados de suas dissertações de mestrado e trabalho de conclusão de curso (TCC) sobre temas relacionados à execução e avaliação de políticas públicas na Amazônia, sob a mediação de Sandro Augusto Viegas Leão (Ufopa).

No trabalho de campo a Floresta Nacional do Tapajós: populações tradicinais e uso múltiplo dos recursos florestais, os participantes puderam vivenciar o trabalho de extração do látex de borracha em seringal, além do processo de produção de artesanato e biojoias com matéria-prima oriunda da floresta na comunidade do Jamaraquá, localizada às margens do rio Tapajós em Belterra. O trabalho de campo teve como orientadores os professores Márcio Júnior Benassuly Barros (Ufopa) e Ricardo Ângelo Pereira de Lima (Unifap), além de guias locais da comunidade visitada.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/610da31465ef8bcaae9eeda100348f5b_jXFwQVw.jpg
Trabalho de campo na Flona: processo de extração do látex de borracha.

 

No evento teve ainda espaço para apresentação de resumo expandido e pôsteres: estudantes e profissionais apresentaram resultados de pesquisas concluídas ou em andamento sobre políticas urbanas, rurais, ambientais e de logísticas. As apresentações foram avaliadas pelos professores Ricardo Ângelo Pereira de Lima (Unifap) e Évani Larisse dos Santos (Ufopa).

O SEPDAM é uma iniciativa do grupo de pesquisa CNPq Políticas Públicas e Dinâmicas Territoriais na Amazônia (GPDAM), vinculado ao curso de Gestão Pública e Desenvolvimento Regional (GPDR) do Instituto de Ciências da Sociedade (ICS) da Ufopa.

Comunicação/Ufopa, com informações e fotos da Coordenação do III SEPDAM

2/12/2019

Notícia em destaque