Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Comunidade acadêmica do Oeste do Pará se mobiliza em defesa da educação


14 de Maio de 2019 às 18:26

Docentes, técnicos administrativos e estudantes da Ufopa se mobilizam pela educação pública no país.

Nesta quarta-feira, 15 de maio, a comunidade acadêmica, junto com outras entidades ligadas à educação na região Oeste do Pará (Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior no Estado do Pará - Sindtiffes, Sindicato dos Docentes da Ufopa - Sindufopa e Diretório Central dos Estudantes - DCE) promove várias atividades em defesa da Universidade e contra as restrições orçamentárias impostas pelo Governo Federal. A programação, que ocorrerá em todos os campi da Ufopa, inclui debates e discussões em prol da melhoria da qualidade da educação em nosso País. 

Em Santarém, pela manhã, houve um ato simbólico de abraço à Universidade, na Unidade Rondon. Após o abraço coletivo, professores, técnicos e alunos da Ufopa seguiram, de mãos dados, em caminhada para a Unidade Amazônia, onde um novo ato em defesa da educação e da universidade pública e gratuita foi realizado. À tarde, será ministrada uma aula pública sobre “Educação de qualidade, gratuidade e inclusão”, a partir das 17 horas, na Praça Barão de Santarém/São Sebastião. A concentração ocorrerá, a partir das 16 horas, na Praça da Matriz.

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/dc30f262c33ce84f3c0a76a4ab85f740.jpg
Mobilização em frente à Unidade Amazônia, Campus Santarém.
Foto: Maria Eulália (estagiária de jornalismo) - Comunicação/Ufopa.

 

Mobilização Multicampi - Em Alenquer está previsto um ato contra o corte de verbas no ensino superior, a partir das 16h, em frente ao campus da Ufopa. Será o dia de mostrar a importância da universidade pública. Haverá roda de conversa sobre políticas públicas, apresentações culturais e caminhada até a Praça do Perpétuo Socorro. Em Oriximiná, com o objetivo de mostrar a força da comunidade acadêmica e reivindicar o fim das restrições orçamentárias para "as nossas universidades", docentes, técnicos administrativos, alunos e comunidade em geral saem em caminhada pelas principais ruas da cidade, na manhã da quarta-feira, numa "Jornada de Luta pela Educação". Os organizadores do movimento pedem que os participantes usem roupas pretas, em sinal de luto. O movimento está sendo convocado pelas redes sociais por meio das hastags #UfopaSemCorte e #JuntosEmDefesaDaEducacao. Estão sendo chamados amigos, parentes, vizinhos e todos que estejam ligados direta ou indiretamente à Ufopa de Oriximiná.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2019/a7328e8892bf4e1c48eb5bd61a7194f8.jpg
Mobilização no Campus Monte Alegre. Foto: Acervo do Campus Monte Alegre.

 

Na cidade de Juruti, a mobilização começa a partir das 16h, na Praça da Matriz. Em Itaituba, a concentração será às 8h da manhã, com saída da sede do SINTEPP, na Av. Brigadeiro Haroldo Veloso, no bairro Boa Esperança. Em Monte Alegre, a mobilização em defesa da educação também começa as 8h da manhã, no campus da Ufopa. Em Óbidos, a luta em defesa da universidade sai da sede do campus da Ufopa, às 16h30, e percorre as principais ruas da cidade. Na ocasião, docentes e alunos vão mostrar seus trabalhos acadêmicos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos no âmbito dos diversos campi da Ufopa.

Comunicação/Ufopa14/5/2019, atualizado em 15/5/2019

Mobilização dos estudantes, professores e docentes na Unidade Rondon. Foto: Maria Eulália (estagiária de jornalismo) - Comunicação/Ufopa.

Notícia em destaque