Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Criado em 26 de Março de 2018 às 14:48

Inaugurado Laboratório de Micropropagação de Plantas in Vitro


Nesta quinta-feira, dia 18, ocorreu no auditório do IFPA/Campus de Santarém a cerimônia de inauguração do Laboratório de Micropropagação de Plantas in Vitro da Ufopa. Patrocinado pela empresa Cargill Agrícola S/A e instalado nas dependências do IFPA, o laboratório será compartilhado com os estudantes de ambas as instituições de ensino por meio de termo de cooperação técnica, integrando as ações do Projeto Multiplicação de Material de Propagação de Mandioca/Macaxeira com Qualidade Fitossanitária para a Região Oeste do Pará, coordenado pelo Prof. Dr. Carlos Ivan Aguilar Vildoso, da Ufopa.

Na ocasião, a Profa. Dra. Eliandra de Freitas Sia, do Instituto de Biodiversidade e Florestas (Ibef) da Ufopa, responsável pelo laboratório, apresentou o contexto da produção da cultura da mandioca, cujo mercado vem se destacando mundialmente, tendo avançado em países asiáticos, especialmente na China, que vê no produto uma forma de alimentar as gerações futuras. No Brasil, desde a década de 1960 vem caindo a produção.

  De acordo com a Profa. Eliandra Sia, o novo laboratório pode contribuir para fortalecer a produção da cultura na região e assim mudar este cenário. “O cultivo da mandioca é extremamente importante. O nosso estado do Pará é um dos principais cultivadores de mandioca. Na região, produzimos 2 milhões de toneladas, o que representa 8% de toda a cadeia produtiva nacional, mas a produção vem caindo para aproximadamente 14 ton/ha. Porém, em parceria com a Emater, levamos para a região da várzea algumas amostras, e lá nós conseguimos produzir cerca de 70 ton/ha de mandioca. Parece brincadeira, mas não é. Com esse dado, nós podemos aumentar a produtividade, mas para isso precisamos entender melhor como se comportam as variedades e o manejo em nossas condições, e isso temos realizado dentro do projeto, que visa a difundir inovação tecnológica e técnicas para a produção de maior quantidade de mudas em pequenos espaços físicos, em menor período de tempo, acelerando o processo das manivas-sementes no campo”, esclareceu. Ainda de acordo com a Profa. Liandra Sia, a técnica da micropropagação in vitro não é nova, existe há mais de 30 anos, e sua equipe na Ufopa vem desenvolvendo-a há dois anos, juntamente com outros órgãos financiadores e parceiros.

Estiveram presentes à inauguração do Laboratório a reitora da Ufopa, Raimunda Monteiro; o diretor do IFPA de Santarém, Damião Pedro Meira; o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar; o gerente da Cargill, Ronaldo Donath; o secretário municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Tecnologia, Rui Imbiriba Corrêa; Henrique Lima Chaves, representando o Sindicato Rural de Santarém (Sirsan); e as estudantes Tanara Pletsch Dalla Costa, do curso de Biotecnologia da Ufopa, e Mailana Almeida de Souza, do curso técnico em Agropecuária do IFPA.

“Com o Laboratório, os produtores de mandioca da região poderão expandir sua produção com segurança fitossanitária, com mudas seguras, livres de doenças, podendo vislumbrar a produção em larga escala, com mudas saudáveis. Isso é muito importante para a nossa produção local”, ressaltou a reitora Raimunda Monteiro.

Sobre a ação

O Laboratório de Micropropagação de Plantas in Vitro da Ufopa é uma ação compartilhada entre os membros do Grupo Gestão Integrada (GGI), Emater-PA, Embrapa, Prefeitura Municipal de Santarém e Sirsan. O uso compartilhado do espaço foi regulamentado por meio de assinatura de termo de cooperação técnica, que vigorará durante dois anos.

Talita Baena – Comunicação/Ufopa

19/01/2018

Reitora, autoridades, empresários e professores do Ibef durante a inauguração do Laboratório no IFPA.

Notícia em destaque