Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Peças do Museu Esperança são apresentadas no Laboratório de Arqueologia


14 de Setembro de 2018 às 11:58

Em programação que reuniu alunos e professores do curso de Arqueologia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), o reitor Hugo Alex Diniz e representantes da Fundação Esperança, foi realizada ontem, 13, a apresentação das peças do Museu Esperança recebidas pela Universidade no final do mês de agosto.

As peças foram doadas à Ufopa para serem objeto de estudo do curso de Arqueologia, como reserva técnica do Laboratório Curt Nimuiendaju. Em parceria iniciada no ano passado, a instituição e o laboratório realizaram a catalogação das mais de 200 peças que representam traços fortes da história da região. De acordo com a coordenadora do laboratório, professora Camila Jácome, “a diversidade das peças representa a diversidade da própria região do Tapajós. A gente tem aqui uma diversidade arqueológica representada em termos de cultura material. O acervo tem cerâmica arqueológica indígena, cerâmica indígena recente, cerâmica histórica com material de Fordlândia, material de Oriximiná, um acervo etnográfico de armas como arco e flecha, remos, enfeites corporais como cocar, vasilhas”. A professora destacou que é uma diversidade que reflete a realidade da região e da própria Ufopa que tem povos ribeirinhos, indígenas, quilombolas e população urbana.

Professora Camila também informou que a partir de agora haverá uma adequação do inventário das peças ao sistema utilizado pelo laboratório, além de readequar algumas identificações de fichas e embalagens. “Posteriormente, a ideia é conseguir transformar tudo isso em exposição e atendimento, tanto à comunidade da Ufopa, quanto à comunidade em geral, com visitas de escolas, professores e turistas”, acrescentou.

O gerente da Fundação Esperança, Edney Pimentel, disse que a entrega desse acervo à Ufopa representa o zelo com a riqueza histórica das peças, considerando que, aos cuidados do curso de Arqueologia, haverá um trato adequado e que vai potencializar o significado do material para a região. “Nos sentimos seguros, nos sentimos felizes de entregar as peças à Ufopa que, certamente, vai fazer uma excelente gestão e guarda desse acervo”. Ele destacou a importância do conhecimento que será gerado com os estudos do material: “é importante pra que a gente possa explorar a origem de cada uma dessas peças que são tão valiosas para nossa história”.

Professor Hugo Diniz agradeceu a confiança da Fundação Esperança para que a Universidade cuide da coleção arqueológica, ressaltando que também “é uma enorme responsabilidade porque agora esse material está sob a nossa guarda e temos o compromisso de colocá-lo à disposição da comunidade científica e também, num segundo momento, preparar um espaço de exposição para que o material esteja ao alcance de toda a comunidade santarena e da região”.

/media/file/site/ufopa/imagens/2018/5d00d3f5d0a9743c85b58344ce320b43.JPG
Representes da Fundação Esperança e da Ufopa na apresentação das peças

No último dia 28 de agosto, o reitor esteve na Fundação Esperança para a cerimônia de doação do acervo do Museu Esperança à Universidade.

Matéria relacionada:

Comunicação/Ufopa

14/9/2018

Notícia em destaque