Desculpe, o seu navegador não suporta JavaScript!
Buscar somente nesse site.

Universidade Federal do Oeste do Pará

Ibef e parceiros fazem segunda distribuição de cestas agroecológicas


14 de Maio de 2020 às 18:59

Ao todo, desde o início da campanha, já foi distribuída mais de uma tonelada de alimentos.  

Nesta terça-feira, 13, os organizadores da campanha “Alimentando a Vida” realizaram a segunda etapa de distribuição de cestas com alimentos agroecológicos, em Santarém.

Foram distribuídas 40 cestas; somadas estas a outras 40 da primeira etapa, fornecidas a alunos indígenas da Ufopa, já são 80 as famílias que receberam os alimentos durante a crise do coronavírus.

Na distribuição do dia 13, os produtos das cesta foram produzidos por famílias da comunidade São Jorge, município de Belterra; família da comunidade Serra Grande, filiada à Associação Tapajós Orgânicos e família da comunidade São Francisco do Moju, filiada à Associação Flores do Campo.

Com o apoio do Instituto de Biodversidade e Florestas (Ibef) da Ufopa, a distribuição das cestas foi organizada pelas irmãs Raimunda Barbosa e Geisiane da Silva, em parceria com a Cáritas e lideranças comunitárias. As famílias que receberam os alimentos pertencem aos bairros da Área Verde, Nova República, Conquista, Elcione Barbalho, Maracanã e Liberdade. 

Um dos destaques da ação de terça-feira foi o aluno da Ufopa Werlison Silva de Sousa, do curso de especialização em Pedagogia da Alternância e Desenvolvimento Rural. Ele é presidente da Associação das Famílias da Casa Familiar Rural do Município de Belterra e prestou apoio ao articular a aquisição dos produtos cultivados por famílias da Comunidade São Jorge e no transporte da produção. O escritório da Emater em Santarém também teve participação importante, ao ceder o espaço para organizar as cestas.

Para Werlison Silva, "contribuir com o agricultor familiar frente à pandemia e solidarizar-se com aqueles que no campo estão perdendo sua produção, como as famílias da Comunidade São Jorge, é muito gratificante. Participar da Campanha Alimentando a Vida é a reunião de tudo que os movimentos prezam. Então, nós da Casa Familiar Rural de Belterra nos sentimos muito honrados em colaborar nesta luta".

Para uma das coordenadoras da campanha, Profa. Dra. Danielle Wagner, vinculada ao Ibef, “a Campanha Alimentando a Vida está conseguindo cumprir seus objetivos. Graças a contribuições financeiras que temos recebido de pessoas de vários lugares do Brasil e à rede de colaboradores que se formou em torno da Campanha, em duas semanas conseguimos distribuir mais de uma tonelada de alimentos saudáveis vindos da produção familiar, beneficiando famílias no rural e no urbano”.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2020/adf89f49d0946ddb6ed61774e60ebe1d.jpeg
Sequência de atividades que marcaram a segunda etapa de distribuição das cestas.

 

De acordo com a professora Danielle, até o momento está sendo possível manter a meta semanal de distribuição de 40 cestas agroecológicas, mas é preciso manter as contribuições, uma vez que a campanha não tem um fundo financeiro assegurado. “Por isso, agradecemos imensamente a todas as pessoas que têm contribuído e alimentado essa rede de promoção de inclusão produtiva da agricultura familiar e do direito humano à alimentação adequada. Convidamos para continuarem contribuindo, seja por meio de doações, divulgação e/ou pensamentos positivos", finalizou.

Conteúdo das cestas – As cestas foram formadas por 12 produtos: farinha de mandioca, goma de tapioca, jerimum, batata doce, macaxeira, cheiro-verde, repolho, pepino, limão, coco, banana e ovos. As 40 cestas juntas somaram aproximadamente 600 kg de alimentos.

 

/media/file/site/ufopa/imagens/2020/e77113ea44341943efd8830750c87459.jpeg
Com suporte da Ufopa, produtos são levados até o local de montagem das cestas. 

 

Comunicação/Ufopa

14/5/2020

Notícias relacionadas:

Montagem das cestas agroecológicas. Fotos: Divulgação.

Notícia em destaque