Você está aqui: Página Inicial Notícias 2017 Agosto Ufopa assina termo de doação definitiva da embarcação Abaré I dia 10 de agosto

Ufopa assina termo de doação definitiva da embarcação Abaré I dia 10 de agosto

Ufopa assina termo de doação definitiva da embarcação Abaré I dia 10 de agosto

Assinatura do termo marca início da gestão da Ufopa. Foto: divulgação.

Em cerimônia a ser realizada no próximo dia 10 de agosto de 2017, a Ufopa receberá da ONG holandesa Terre des Hommes (TDH), de forma definitiva, a posse do Abaré I. A assinatura do termo marca o início da gestão do barco-hospital pela Universidade, através do Instituto de Saúde Coletiva (Isco). “A partir dessa doação, a Ufopa instalará um conselho gestor formado por representantes da Universidade; das prefeituras de Belterra, Aveiro e Santarém; do Ministério Público do Estado do Pará (MP-PA); do Ministério Público Federal (MPF); da Secretaria Estadual de Saúde - organizações sociais e instituições públicas que, a partir de agora, conduzirão a política de uso desta embarcação”, enfatiza a reitora da Ufopa, Profa. Dra. Raimunda Monteiro.

Para concretizar a doação, Ufopa e TDH elaboraram um termo de acordo mediado pelo MPF e MPE-PA e homologado pela Justiça Federal. O documento prevê, dentre outras condições, que o programa de atendimento à saúde da população ribeirinha seja mantido. Através de repasses de verba do Ministério da Saúde, a Prefeitura Municipal de Santarém é a responsável pela gestão do programa, que atende cerca de 15 mil ribeirinhos de 72 comunidades das áreas rurais de Santarém, Aveiro e Belterra. Os recursos federais têm a finalidade de custear as equipes médicas (formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e odontólogos), alimentação e combustível para as viagens de assistência.

A utilização do Abaré como unidade de saúde fluvial será mantida com a continuidade das viagens, mas o barco terá seu uso ampliado. Além de barco-hospital, ele também será utilizado como barco-escola, destinando-se às atividades de ensino, pesquisa e extensão. “Para nós, da Universidade, será uma ferramenta muito importante para o desenvolvimento de trabalhos de extensão universitária. Por meio do Abaré poderemos chegar a todas as comunidades ribeirinhas da região, não só com a atenção básica à saúde dessa população, mas também com projetos de extensão em todas as áreas de conhecimento desenvolvidas em nossa Universidade”, conclui a reitora.

Renata Dantas - Comunicação/Ufopa

7/8/2017