Você está aqui: Página Inicial Notícias 2017 Dezembro Ufopa assina termo de execução com Incra para primeiro curso do Pronera na região

Ufopa assina termo de execução com Incra para primeiro curso do Pronera na região

Ufopa assina termo de execução com Incra para primeiro curso do Pronera na região

Foto: Rosa Rodrigues

Depois de um longo processo de discussões, ontem foi assinado o termo de execução do curso de Especialização em Saúde da Família, que será ofertado pela Universidade Federal do Oeste do Pará para a formação de beneficiários do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), desenvolvido pelo Incra.

O termo assinado pelo Incra e Ufopa objetiva fortalecer a educação nas áreas de reforma agrária, a partir de projetos educacionais com metodologias específicas para o campo. O curso, desenvolvido pelo Instituto de Saúde Coletiva (Isco) da Ufopa, vai atender a quilombolas e assentados, considerando os públicos do Pronera.

A proposta do Isco quanto ao curso de Especialização em Saúde da Família foi apresentada no mês de abril de 2017, passando por discussões que envolveram tanto as instituições parceiras quanto movimentos populares e o Ministério Público Estadual.

Da cerimônia de assinatura, realizada ontem à tarde na sede do Incra em Santarém, participaram representantes da Ufopa: a reitora Raimunda Monteiro e o diretor do Isco, professor Wilson Sabino, além de professores do instituto; do Incra: o superintendente regional, Mário Sérgio Costa, e o assegurador do Pronera na região, Orivam Matos; do Sindicato dos Trabalhores e Tratabalhadoras Rurais (STTR): o presidente, Manoel Edivaldo, e a diretora Gracivane Moura; do Ministério Público Estadual: a promotora Lilian Braga.

A diretora do STTR destacou o esforço da Ufopa e do Incra para a execução desse curso do Pronera, ressaltando a importância da educação para as populações. O presidente Manoel Edivaldo disse que essa conquista é simbólica para o sindicato, que acompanhou todo o processo até a efetivação do termo, tendo um impacto muito positivo para a região Oeste do Pará.

O professor Wilson Sabino ressaltou que esse primeiro projeto vai abrir portas a outros e significa o fortalecimento da educação na região. Ressaltou que o curso evidencia a promoção da saúde, pensando nas questões de políticas públicas que precisam ser oferecidas às populações.

Para a promotora Lilian Braga, esse projeto, que foi construído em parceria com os movimentos sociais e com o acompanhamento do Ministério Público, é um marco para aquilo por que se vem lutando na região. É um projeto com participação e controle social, que precisa continuar na busca da implantação do comitê gestor do Pronera na região.

O superintendente do Incra, Mário Sérgio Cabral, disse que esse foi o primeiro passo na parceria e que outros projetos para formação no Pronera devem ser motivados, buscando a expansão do programa para outros municípios.

A reitora Raimunda Monteiro destacou a importância da execução do projeto, considerando a riqueza de peculiaridades da região e as demandas das populações atendidas pelo Pronera. A participação da Ufopa no desenvolvimento do programa é mais uma ação que busca uma universidade cada vez mais inclusiva. “É uma grande conquista.  Queremos cuidar desse projeto com muito carinho para que ele se multiplique”, ressaltou a reitora.

Serão ofertadas 40 vagas, que devem atender a jovens e adultos beneficiários do Pronera. O processo de seleção para o curso está previsto para o mês de janeiro, com início das aulas no mesmo período. O prazo de execução é de 18 meses.

Rosa Rodrigues - Reitoria/Ufopa

6/12/2017